Top Banner

Click here to load reader

TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA DE LITERATURA INFANTO-JUVENIL ... · PDF fileTraduções de literatura infanto-juvenil para línguas de sinais ... rio da...

Nov 10, 2018

ReportDownload

Documents

hoangdieu

  • Esta obra utiliza uma licena Creative Commons CC BY:https://creativecommons.org/licenses/by/4.0

    2175-7968.2015v35nesp2p387

    TRADUO INTERSEMITICA DE LITERATURA INFANTO-JUVENIL: VIVNCIAS EM SALA DE AULA

    Neiva de Aquino Albres* Universidade Federal de Santa Catarina

    Resumo: Nos ltimos anos, houve crescimento de Literatura infanto-juvenil e grande incentivo educao bilngue para surdos, propiciando a abertura para a traduo de obras em portugus para a Libras. Como consequncia direta desse fenmeno, houve mudana significativa na compreenso de como se traduzir materiais multimodais. Com isso, o objetivo principal deste artigo discutir/analisar episdios (vdeo gravao) que focalizaram a mediao da professora-pesquisadora, em contextos de trabalho de traduo dos alunos, no intuito de verificar quais so as mudanas na construo dos sentidos segundo os textos apresentados nesses materiais, sob a luz da Anlise de Discurso (BAKHTIN, 1999). Sugere-se que esse tipo de atividade, de traduo coletiva, possa ser desenvolvida com alunos de traduo, de tal modo que ela fornea condies para que os alunos, ao traduzir o texto multimodal, possam se conscientizar da complexidade e da especificidade das escolhas lingusticas e discursivas envolvidas no processo tradutrio.Palavras-chave: Traduo de literatura infanto-juvenil. Multimodalidade. Texto multimodal. Formao de tradutores. Traduo em grupo. Pedago-gia da traduo.

    * Doutora em Educao Especial. Docente e pesquisadora da Universidade Fede-ral de Santa Catarina UFSC no departamento de Lngua Brasileira de Sinais LIBRAS. Lder do grupo de Pesquisa Didtica e ensino de tradutores e intrpretes de lnguas de sinais DETILS e membro do Grupo de Pesquisa em Interpretao e Traduo de Lnguas de Sinais InterTrads. Florianpolis, Santa Catarina, Brasil. Email: [email protected]

  • 388Cad. Trad., Florianpolis, v. 35, n especial 2, p. 387-426, jul-dez, 2015

    Neiva de Aquino Albres

    INTERSEMIOTIC TRANSLATION OF LITERATURE FOR CHILDREN AND YOUTH: EXPERIENCES IN

    CLASSROOM

    Abstract: In recent years, there was growth of childrens literature and great incentive to bilingual education for deaf providing the opening for the translation of works in Portuguese language to Brazilian sign language. As a direct consequence of this phenomenon, significant change in the understanding of how to translate multimodal materials. For this reason, the main goal of this article is to discuss/analyze episodes (video-recorded) which focused on the mediation of the teacher-researcher in translation work contexts of the students , in intention to verify what are the changes in the construction of the meanings in texts presented in these materials, according to the directions of Discourse Analysis (BAKHTIN, 1999). It is suggested that these activities may be carried out with translation students, in such a way that they enable students, while they translate multimodal text, to become aware of the complexity and specificity of the linguistic and discoursive choices involved in the process of translation.Keywords: Children literature translation. Multimodality. Multimodal text. Translator training. Group translation. Translation pedagogy.

    Introduo

    A formao dos tradutores esteve marcadamente traada para as letras, para o foco no texto escrito, sem ater-se a outros as-pectos que envolvem a leitura e a construo de sentidos. Mesmo quando da discusso de atuao e de formao de intrpretes que esto, eminentemente, envolvidos de interaes face a face, o tratamento que se d essencialmente relacionado estrutura lingustica escrita. Todavia, atualmente, no h como se discutir traduo desvinculada dos aspectos multifacetados e multimodais da linguagem humana, principalmente quando do trabalho com o gnero literatura infanto-juvenil.

    O uso de diferentes recursos semiticos comeou a ser em-pregado nos meios comunicativos e, gradualmente, passou a partilhar com os recursos verbais, outrora dominantes, a comu-

  • 389Cad. Trad., Florianpolis, v. 35, n especial 2, p. 387-426, jul-dez, 2015

    Traduo intersemitica de literatura infanto-juvenil

    nicao de informaes essenciais dos textos contemporneos (LEMKE, 1998).

    Contudo, congregar o verbal e o no verbal em material im-presso para crianas e jovens sempre foi algo mais comum que em outros tipos de materiais, em que o visual permanecia praticamente invisvel at comear a ser amplamente explorado pelas tecnologias computacionais e surgir realado em diferentes contextos (FER-NANDES, 2013).

    Atualmente, a literatura infanto-juvenil vem assumindo confi-guraes especficas nos diversos meios em que se materializa, os quais oferecem s crianas e aos jovens leitores surdos diferen-ciados modos de interao com o material literrio, agregando, geralmente, o vdeo em lngua de sinais sobreposto imagem do livro (ALBRES, 2014).

    Tradues de literatura infanto-juvenil para lnguas de sinais requerem mais ainda o uso de interfaces tridimensionais e digitais que contribuam para a leitura da expresso em sinais por meio de vdeo. Iniciativas neste sentido podem ser vislumbradas com o pro-jeto Argentino Videolibros Virtuales1, disponibilizado em site em que adultos leem livros em lngua argentina de sinais (Lengua de Seas Argentina LSA), organizado pela Confederao Argentina de Surdos (CAS) e o projeto Bilingual Storybook App2, nos Esta-dos Unidos da Amrica, da Universidade Gallaudet, com o projeto da Fundao Cientfica Nacional de aprendizagem visual (Visual Learning VL2). No Brasil, a Editora Arara Azul tem trabalhado com a traduo cultural de literatura, traduzindo os clssicos para a lngua brasileira de sinais Libras, contribuindo com o Minist-rio da Educao Brasileiro no projeto de distribuio de materiais bilngues para as escolas que tenham alunos surdos matriculados.

    Os projetos acima descritos apresentam materiais bilngues e tm como objetivo contribuir para o aprendizado e experincia lei-tora de crianas surdas, apresentando uma pessoa real usando a lngua de sinais de cada pas, animao e acompanhamento do texto escrito na lngua do pas, envolvendo aspectos de leitura, traduo e contao da histria (ALBRES, 2014).

  • 390Cad. Trad., Florianpolis, v. 35, n especial 2, p. 387-426, jul-dez, 2015

    Neiva de Aquino Albres

    Interessa-nos discutir sobre o trabalho com gnero literatura infanto-juvenil no processo de formao de tradutores (Libras/Portugus). Seguramente, cumpre a ns, estudiosos da traduo, refinar o olhar para uma investigao do dilogo que na litera-tura se estabelece do texto com as ilustraes, com o design do material, com a Libras compondo um produto multimodal e todo o processo dialgico que se requer para uma produo que con-gregue tantas linguagens.

    Compreendendo a complexidade desse objeto de estudo, que requer uma viso multidisciplinar da traduo em sua articula-o com a educao, lingustica e tecnologia, procuramos evi-denciar que novas configuraes estticas esto emergindo e que os tradutores de Portugus e Libras no podem se furtar dessas configuraes contemporneas. Como promover atividades de formao de tradutores que congreguem alunos em diferentes n-veis lingusticos e competncias tradutrias? Como trabalhar com traduo intersemitica de literatura infanto-juvenil em sala de aula de forma coletiva?

    Importa desvelar mediaes necessrias, na esfera formativa, para que tradutores Portugus/Libras sejam sensveis e competen-tes para trabalhar com este gnero textual. Numa poca em que a confluncia de linguagens configura novas narrativas e os meios eletrnicos e a realidade virtual corporificam diferentes formas de interagir com as obras de arte, literrias ou no, uma reflexo so-bre tais temas se torna necessria, sobretudo para compreendermos a atuao de tradutores com esse tipo de material e as ferramentas que dispomos para desenvolver uma traduo criativa de texto de literatura infanto-juvenil.

    Assim, este artigo um espao para sistematizarmos nossas reflexes, proporcionando um dilogo profcuo entre lingustica, literatura, traduo, educao e tecnologia, no s pela linguagem multimodal, mas essencialmente multidisciplinar.

  • 391Cad. Trad., Florianpolis, v. 35, n especial 2, p. 387-426, jul-dez, 2015

    Traduo intersemitica de literatura infanto-juvenil

    1. Formao de tradutores e intrpretes de libras

    Intensifica-se a discusso da necessidade de formao do tra-dutor e do intrprete de Libras e de Portugus TILSP com a incluso de alunos surdos em salas de aula do ensino regular a partir da proposta de Educao inclusiva e se produz diretrizes para sua formao. Desta forma, a formao de intrpretes de Libras tem sido emergencial no contexto de educao inclusiva. O decreto 5.626/2005 prev a formao desse profissional por meio de cursos de extenso, graduao em Letras Libras e/ou em cursos de ps--graduao, organizados em instituies educacionais.

    Diferentes cursos de formao tm surgido no Brasil, mas o contorno didtico que explore os diferentes gneros textuais e dis-cutam sobre a multimodalidade envolvida na linguagem contempo-rnea precisa ser amadurecido entre os formadores.

    Alves, Magalhes e Pagano (2007, p.7) tambm questionam a falta de consenso na formao de tradutores:

    A ideia de levar o tradutor em formao a desenvolver estratgias de traduo est imbuda do esprito de con-scientiz-lo da complexidade do processo tradutrio e da necessidade de monitorar suas aes e examinar com cui-dado as decises tomadas ao longo do processo tradutrio. A conscientizao deste tradutor envolve um redimension-amento do conceito de aprender, o qual passa a demandar que o aprendiz se torne diretamente responsvel pelo seu prprio processo de aprendizagem. Em outras palavras, espera-se que o aprendiz se torne autnomo para escolher o caminho mais adequado, para selecionar e gerenciar as aes que melhor respondam a seus interesses e neces-sidades e para buscar formas de apreenso e utiliz

Welcome message from author
This document is posted to help you gain knowledge. Please leave a comment to let me know what you think about it! Share it to your friends and learn new things together.