Top Banner

Click here to load reader

Obesidade Infantil - Renata Millena [Planning Academy]

Jan 22, 2018

ReportDownload

Education

sandbox

  1. 1. OBESIDADE INFANTIL uma questo de peso
  2. 2. PRECISAMOS FALAR SOBRE A OBESIDADE INFANTIL. 1 2 3
  3. 3. INVESTIGAES EPs com mes de filhos obesos Quanti com 90 pessoas EP com Pediatra Observao em praas de alimentao Dados secundrios
  4. 4. por cento dos entrevistados consideram a obesidade infantil um problema cada vez mais presente no pas 100 J assistiram alguma reportagem J leram sobre o assunto NO FALTA INFORMAO SOBRE O ASSUNTO Fonte: Pesquisa quantitativa 42,6% 37,2%
  5. 5. Eu venho de famlia de gordinhos. A gentica me fez saber tudo o que eu tinha que fazer, o que eu podia comer e a quantidade de tudo. O bsico a gente sempre sabe n. Evitar doce, salgadinho, refrigerante e tentar oferecer salada, verdura e o mximo de coisas saudveis. Saber eu sei, mas eu achava que tinha que dar o que ela queria. No fim, a minha filha. Vilma, me da Duda. Beatris, me da Rafaela. Nbia, me da Jlia. Fonte: Entrevistas em profundidade
  6. 6. Ningum nunca me ensinou como era difcil negar algo que a sua filha pede. Eu culpava minha me, mas na prtica bem mais difcil. Primeiro filho complicado. Na minha segunda filha, eu j sabia mais certinho o que fazer. Mas mesmo assim, bem fcil ceder e dar o que eles pedem. Eu era meio crianona na poca. Acho que no sabia direito o que fazer. Vilma, me da Duda. Beatris, me da Rafaela. Nbia, me da Jlia. Fonte: Entrevistas em profundidade
  7. 7. SOBRA INFORMAO FALTA EXPERINCIAMAS
  8. 8. falta de informao mudana no estilo de vida gentica
  9. 9. SOBRA INFORMAO FALTA EXPERINCIAMAS O que mais falado O que menos visto
  10. 10. para quem comea a conviver com essa realidade 1 INFORMAO NO O SUFICIENTE
  11. 11. ELES NO SO EXPERIENTES, MAS J FORAM AVISADOS.
  12. 12. Depois do diagnstico do problema, poucas so as famlias que, de fato, mudam. No so raros os casos onde as crianas continuam na mesma situao. Haroldo Katayama, Pediatra.
  13. 13. PORQUE OS PAIS NO REAGEM AOS AVISOS?
  14. 14. Eu passo a maior parte do meu tempo fora de casa. A ME QUER O MELHOR PARA O FILHO, MAS SUA AUSNCIA ATRAPALHA. Fonte: Entrevista em profundidade Eu no consigo acompanhar as principais refeies do meu filho.
  15. 15. UM SENTIMENTO DE CULPA
  16. 16. Fonte: Entrevista em profundidade + Pesquisa de Observao O CONTEXTO PESA Se o filho no quer, a me no insiste. + OPES - AUTONOMIA
  17. 17. para quem est vivendo esse problema 2 COMIDA QUASE UM PEDIDO DE DESCULPAS
  18. 18. MAS ESSA CULPA VEM S DAS MES?
  19. 19. Fonte: Pesquisa quantitativa TODO MUNDO TEM UMA OPINIO SOBRE O ASSUNTO 53,2% (outros) 46,8% Consideram a me a culpada pelo problema
  20. 20. CULPADA
  21. 21. SE SENTIR CULPADA CULPAR ALGUM CULPA
  22. 22. SE SENTIR CULPADA CULPAR ALGUM CULPA atribuir uma responsabilidade
  23. 23. QUANTO MAIS EU RESPONSABILIZO O INDIVDUO MENOS DISPOSTO EU ESTOU A AJUDAR Cncer AIDS Anorexia Drogas Predisposio em ajudar Responsabilidade do indivduo
  24. 24. quem enxerga esse problema do lado de fora 3 MAIS JULGA DO QUE AJUDA
  25. 25. 1 2 3 Informao no o suficiente Comida quase um pedido de desculpas Quem est de fora mais julga, do que ajuda
  26. 26. NS NO VAMOS ACABAR COM A OBESIDADE INFANTIL
  27. 27. MAS PORQUE VALE A PENA AJUDAR?
  28. 28. As coisas s comearam a mudar quando eu mudei minha filha para uma escola que tinha um acompanhamento de um psiclogo e de um nutricionista. Agora eu sei o que eu preciso fazer. Eles me dizem tudo e muito bom. Vilma, me da Duda.
  29. 29. OBESIDADE INFANTIL MAIS DO QUE UM PROBLEMA
  30. 30. UMA CAUSA
  31. 31. E PRECISA DE APOIO
  32. 32. - JULGAMENTO + EMPATIA
  33. 33. FIM. (: