Top Banner
A HISTÓRIA DO JEANS Conheça a história do jeans. TODO DIA UM LOOK O blog de “moda” mais engraçado do Brasil. HOW TO MAKE IT IN AMERICAN Conheça o seriado americano que tem a trama de dois designers que montam uma marca de jeans. APRENDA A DOBRAR SUAS CALÇAS Um tutorial de como dobrar calças jeans. Número #1
13

Wards magazine #001

Mar 28, 2016

Download

Documents

Gleidson Sias

Trabalho Acadêmico: Revista do projeto de ultimo semestre do curso de Comunicação Visual no IF-Sul.
Welcome message from author
This document is posted to help you gain knowledge. Please leave a comment to let me know what you think about it! Share it to your friends and learn new things together.
Transcript
  • A HISTRIA DO JEANSConhea a histria do jeans.

    TODO DIA UM LOOKO blog de moda mais engraado do Brasil.

    HOW TO MAKE IT IN AMERICANConhea o seriado americano que tem a trama de dois designers que montam uma marca de jeans.

    APRENDA A DOBRAR SUAS CALASUm tutorial de como dobrar calas jeans.

    Nmero #1

  • Sumrio

    04Histria

    06Dicas

    08Blog

    09Entrevista

    10Vale a pena

    12Tutorial

    14Estilos

    18Entretenimento

    20Indstria

    22A capital

    Expediente

    Nome: Gleidson Cunha SiasTurma: 4V3Instituio: Instituto Federal Sul-Rio-Grandense Campus Pelotas - RS

    Disciplina: Projeto EditorialProfessor: Cntia GrupelliPapel: Capa papel couche gramatura 230 e miolo papel couche gramatura 90..

    Fontes: ttulos diversos e textos Calibri 10 pt.Referncias:www.revistacatarina.com.br/2011/2011/03/um-caso-de-amor/

    http://em-detalhes.blogspot.com/2011/03/entrevista-com-banda-jeans.html

    www.fatorestilo.com/jeans-estilo-punk-e-a-tendencia-da-nova-estacao/1058/

    http://vilamulher.terra.com.br/fraldas-jeans-13-1-48-143.html

    www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/mulher-historia-do-jeans/historia-do-jens.php

    Editorial

    Essa revista trata de uma pea diretamente relacionada com a marca wards, a mesma que especialista em calas jeans no Brasil.O jeans e seus variados estilos fazem a cabea da maioria das pessoas, esse tipo de pea algo to comum, como ter uma

    folha de papel em casa.A cada poca do ano, surge uma nova moda que fica por cima, mas existem as pessoas que tm seu estilo fixo e esto pouco

    se importando para o modismo.Atualmente, o jeans que est mais em alta o modelo skinny, um tipo de cala que marca mais o corpo, usado tanto por

    homens quanto por mulheres. A revista tenta abordar o mximo possvel de assuntos relacionados ao jeans, sendo calas, materiais referentes, entrevistas,

    etc.

    03

    www.apaixonadosporseries.com.br/series/primeiras-impressoes-how-to-make-it-in-america/

    http://usejeans.wordpress.com/2010/05/16/calca-jeans-all-star/

    http://usejeans.wordpress.com/2010/04/21/o-jeans-e-suas-cores/

    http://usejeans.wordpress.com/2010/05/17/o-que-faz-o-preco/

    http://colunistas.ig.com.br/hypercool/2010/03/12/mendigo-fashion/

    http://tododiaumlook.virgula.uol.com.br/look-para-nao-causar-polemica/

    w w w. i s t o e d i n h e i r o . c om . b r / n o t i c i a s / 3 1 7 0 4 _A+CAPITAL+DO+JEANS

    http://francislei.wordpress.com/2008/05/22/moda-masculina-dicas/

    http://todaperfeita.com.br/jeans-masculino-2010-como-escolher-a-calca-ideal/

    http://semanais.abril.com.br

    http://usejeans.wordpress.com/tag/faca-voce-mesmo/

  • A histria da fantstica aventura do jeans comeou em Nimes, na Frana, onde foi fabricado pela, primeira vez. No entanto, foi a indstria txtil de Maryland, na Nova Inglaterra, que popularizou, em 1792, o uso desse tecido de algodo sarjado, que chamaram de denim por ser fabrica-do com as mesmas caractersticas do pano que se fazia em Nimes. Por ser um tecido q ue no merecia grandes cuida-dos e era durvel, no incio ele era destinado a roupas para o trabalho no campo e tambm para os mineiros de ouro na Califrnia. O jeans s se tornaria mais macio muito tempo de-pois, quando comeou a ser lavado com pedras antes de ser posto venda.

    Esse jeans mais macio era produzido por um alfaiate da Califrnia, que fazia calas para mineiros, e que, mais tarde, se associou Levi-Strauss. Utilizava-se o tecido, vindo de Maryland, e geralmente na cor marrom, para cobrir car-roas. Quando a venda de tecido para essa finalidade caiu, ele passou a ser utilizado na fabricao de calas, em uma modelagem resistente e prpria para o trabalho das minas. Depois, ao ser vendido em larga escala, o jeans (j tingido de azul - na verdade um tom verde, que com o tempo e a luz, ainda na tecelagem, vai se transformando no indigo blue) se tornaria o elemento principal de uma verdadeira revoluo no modo de vestir.

    Pode-se dizer que as atuais calas em jeans tm o mesmo estilo daquelas que fizeram sucesso com os mineiros, depois com todos os trabalhadores americanos, e, mais tarde, com os hippies, que as utilizaram como smbolo de rebeldia contra as roupas convencionais. Assim, o jeans tornou-se um tipo de moda nascida no pela imaginao dos estilistas, vinda de cima para baixo, mas de baixo para cima, acabando por tonar-se um clssico da roupa.

    Nomes da alta costura, como Jacques Fath, Pierre Cardin, Givenchy Pierre Balmain, e ate o muito esnobe Van Cleef Ar-pels, acabaram por ligar suas etiquetas trajetria do jeans como moda. Ele tornou-se um fenmeno bastante singular. Usado em todos os continentes por trabalhadores do campo e da cidade, foi adotado tanto pelos ricos quanto pelos po-bres, curiosamente sempre conservando as caractersticas originais das primeiras calas feitas por Levi-Strauss. Popu-

    larizado no cinema por astros como Marlon Brando e James Dean, o jeans passou a ser o smbolo de toda a gerao que ligava rebeldia liberdade (ou comodidade).

    No incio, foram os jovens que o usaram com entusiasmo, fugindo das roupas convencionais, na dcada de 40. Estes, quando adultos, nos anos 50, adotaram o jeans tambm como estilo casual, usando-o com camisa social, gravata e blazer. O antigo modelo 501 da Levi-Strauss, com rebites e botes de metal, at hoje o mesmo, inspirando o estilista americano Calvin Klein quando lanou a sua marca. A propa-ganda de Klein, na poca, tornou-se famosa. Ele colocou Brooke Shields, ento a ninfeta do momento, num imenso outdoor em plena Times Square, Nova York, declarando: En-tre eu e o jeans no existe mais nada. Pode-se dizer que tam-bm h uma grande intimidade entre o jeans e o esprito da prpria sociedade contempornea.

    Verdadeira origem do estilo casual, as roupas de jeans aguaram a criatividade e determinaram uma maneira de ve-stir. O casual avanou tanto que os estilistas perceberam a necessidade de introduzir tambm mudanas na moda clssi-ca, tornando-a mais moderna. Houve tambm resistncia ao jeans, e muitos costureiros decretaram que em pouco tempo os homens tambm usariam saias. Ou se vestiriam de ma-neira futurista, como os astronautas. Nada disso aconteceu, mas descobriram-se novos tecidos, propores e cortes que tornaram as roupas cada vez mais perfeitas. A indstria da moda tornou-se gigantesca e democrtica para abrigar vrias tendncias de estilo. E o jeans foi incorporado a esse esprito.

    Trata-se de um caso nico na histria da roupa - um ar-tigo que se tornou popularssimo, mas que tambm pode ser usado por gente bem-vestida, e que ganhou incrvel versatilidade. jeans pode ser adequado tanto para um jogo de futebol quanto para uma festa; em ambos os casos, de-pendendo da combinao do conjunto de peas, pode-se estar elegante. Vai bem com uma simples camiseta branca, num estilo mais descontrado, e casa igualmente bem com um blazer, numa verso elegante da esportividade. Manter um jeans no armrio, em uma de suas vrias formas - calas, camisas, jaquetas e at coletes - sempre recomendvel.

    A Histria do Jeans

    Durante o sculo XIX, acontecia nos Estados Unidos a corrida pelo ouro. Os mineradores trabalhavam incessantemente, sujeitos a todo tipo de situao, e precisavam de roupas que fossem resistentes o suficiente para o trabalho pesado nas minas.

    04 | Histria 05

  • Cuidado ao usar o jeans. A composio de jeans e camiseta, bsica. Quando se usa um jeans, a maior preocupao calar os sapatos cer-tos. O ideal usar tnis ou dock-sider, ou sapatos de estilo esportivo. Tnis e meias brancas vo bem com jeans.A cala jeans pode ser usada com um blazer desde que com camiseta ou camisa em estilo mais esportivo. Quando usar camiseta, prefira branca sem estampa.

    O jeans sem dvida nenhuma a roupa mais prtica para ser usada no dia a dia tanto para homens quanto para as mulheres . Quando chegamos no

    outono inverno ento eles fazem muito mais sucesso. O sucesso se deve ao aspecto democrtico da pea, que pode ser usada em qualquer idade e combina com praticamente quase tudo.

    Nessa poca as peas jeans ganham fora total. Os jeans podem ser : man-chados, detonados, rasgados, lixados, claros, escuros, brutos.

    Confira abaixo como escolher o modelo ideal:1.Aps o reinado do modelo skinny para jovens, a cala jeans masculina

    retoma a silhueta slim fit, rente ao corpo, mas no to justa como o modelo anterior.

    2. Outra tendncia para 2010 so as calas de gancho mais baixo e mod-elagem mais ampla ,retomando de outra forma a modelagem dos skatistas da dcada de 80.

    3. Os jeans clssicos voltam com fora total ,com corte reto , cinco bolsos e sem muita lavagem ou efeitos, so ideais para usar no trabalho ou para

    homens mais tradicionais.4. O Black jeans reaparece nessa estao ideal para ser usar tanto no tra-

    balho, quanto nas atividades de lazer.5. As lavagens apresentam efeito de jeans usado com bigodes bem marcados,

    valorizando a memria dos movimentos em reas estratgicas. Tambm voltam as calas com partes mais claras simulando desgate em determinados lugares como coxas e joelhos.

    6. O efeito destroyed com partes pudas e rasgos com ou sem forro, alm de manchas, retomam o esprito levemente punk e militar, tendncias em alta no Ou-tono-Inverno.

    7. Cala jeans com efeitos como respingos de tintas ou lavagens em tons terro-sos, so opes para usar em ocasies bem informais.

    Dicas: As calas jeans em tons escuros sem muitos efeitos de lavagens so ideais para usar em ambientes de trabalho casuais. Deixa as calas estonadas, pudas, rasgadas, para serem usadas apenas em ocasies informais.

    Quem quer ficar sempre linda com jeans no pode ignorar alguns manda-mentos do bem-vestir. Ento anote tudo:Jeans da cabea aos psEste jogo s funciona em um nico caso: quando as duas peas tm lava-

    gens parecidas e, por isso, tons quase iguais. Da voc pode usar, por exemplo, uma cala e uma jaqueta. Do contrrio, evite a combinao de jeans com jeans. Aproveite para abusar de peas de outros materiais, como uma cala jeans e um blazer de tecido (oxford) ou cala jeans, camisa e parca.

    Jeans claro pode?Cores escuras, em geral, enxugam as medidas. Mas isso no quer dizer que

    uma mulher com quadris largos no possa usar um jeans claro, desde que invista em um corte que a favorea (o reto favorece todas). Se preferir calas claras, que sempre agregam volume, escolha as que tenham laterais um pou-co mais escuras. O detalhe vai deix-la mais alta e elegante.

    Fuja do maior erro!A cintura baixa a responsvel pelos maiores deslizes com o jeans. S

    fica legal em altas e magras. um pecado deixar os pneuzinhos caindo por cima do cs da cala. Para compensar a impresso de encurtamento das pernas, prefira jeans escuros e sapatos de salto.

    No afunile seu corpoModelos que afunilam no tornozelo (tipo skinny) caem bem apenas em

    donas de pernas longas e quadris estreitos. E pegam muito mal em mulheres de quadris largos e com cintura marcada (o corpo vira um losango. No d!).

    Cintura alta voltou!Voc tinha saudade? Elas voltaram! As calas com cintura alta j recheiam lojas

    em todo o mundo, inclusive no Brasil. Mas cuidado na hora de us-las. Embora fa-voream o tipo brasilleiro (corpo violo), como devem ser justinhas, s caem bem em mulheres com corpo proporcional (tronco do mesmo tamanho das pernas). que o cs alto aumenta os quadris e o bumbum, encurta o tronco e cria uma cintura intermediria.

    SEGREDO INFALVEL: Use o provador! O teste do provador mostra se a cala est na medida. Agache e, principalmente, sente-se. Se a pea estiver muito apertada, pea um nmero maior. E veja a parte de trs. Ao sentar, se o cofrinho aparecer, melhor trocar de modelo.

    DICAS PARA HOMENS DICAS PARA MULHERES

    06 | Dicas 07

  • Oi meninas! Vocs sabem que, assim como um rock-boy monta uma banda cover de Ramones apenas com o intuito de pegar mulher (ou uma banda cover de Cine com o intuito de pegar homem), ns aqui no Todo Dia Um Look tambm temos metas pessoais a cumprir. Por exemplo, o Matias procura uma namorada, o Vincius quer tirar o nome do Serasa e eu bom, eu s queria ser reconhecido por um estranho na rua. E foi o que aconte-ceu.

    Estava caminhando tranquilamente, desfilando todo meu outfit quando um rapaz gritou Gabriel!!!. Olhei surpreso e ele repetiu Gabriel, do Todo Dia Um Look?. Ainda surpreso, fiz um sinal afirmativo com a cabea.

    O rapaz continuou, como se fosse o John Galliano no entendendo como judeus ainda podem existir. Gabriel, do Todo Dia Um Look, que postou aquele Look do Cati-veiro? Concordei com os olhos e em poucos segundos levei um PUNCH na boca. Ca no cho e quando restartei a conscincia s me veio uma imagem cabea: o capacitor de fluxo o Look Para No Causar Polmica.

    TODO DIA UM LOOK

    Look Para No Causar Polmica

    O Look Para No Causar Polmica lhe garantir a

    mxima experincia social sem lhe causar qualquer pre-juzo, pois com esse look basic e sem graa voc pode ter certeza absoluta que no chocar ningum. No ex-

    iste pessoa que dar ateno para uma cala jeans e uma camiseta branca sem estampa.

    Se John Galliano estivesse usando uma cala jeans e uma camiseta branca sem estampa quando disse Amo Hitler, jamais seria demitido da fashion scene. Talvez at ganhasse uma promoo. Jesus Cristo estaria vivo at hoje caso usasse cala jeans e camiseta branca sem es-tampa ao invs daquele look chupado de um clipe ruim do MGMT.

    E se ficar frio (neve t super usando na Europa) basta colocar aquele hoodie cinza e sem graa, fechado, para no se destacar demais. Enfim, ningum gosta de polmi-ca e, para ser trendy, voc tambm no deve gostar.

    Complementa o look um inchao causado pelo soco do leitor irritado.

    O Todo Dia Um Look um blog de moda atualizado quase todo dia com looks, dicas e muito estilo.

    colaboradores

    @moskito@chinisalada

    @matiaslucena

    Entrevistei o Victor Martinez da Banda Jeans, uma banda nova com um som pop, eu adorei! A banda do Rio de Janeiro, formada por Victor Martinez (Voz/Violo), Ruan Guimares (Guitarra/Voz) e Lucas Rangel (Baixo).

    Vocs se conhecem faz tempo, j fizeram parte de outras bandas?Victor: Nos conhecemos h bastante tempo. Eu fazia parte da banda Radial, e o Ruan e Lucas tocavam na banda Poppin.

    Por qual motivo a escolha do nome jeans?Victor: O nome surgiu da idia de querermos algo simples, com forte expresso e que fosse bem utilizado no cotidiano de cada um.

    Quais so as maiores influncias pra vocs?Victor: John Mayer, The calling, Taylor Swift, Lifehouse, Lulu Santos, entre outras

    Como foi o processo de gravao do ep, em qual estudio gra-varam?Victor: Gravamos em casa mesmo, e as guitarras gravamos no studio de um amigo o @leodacosta.

    J sofreram assedio de f, mesmo com pouco tempo de banda?Victor: Ainda no, mas estamos tendo um carinho muito forte e muito gostoso da galera.

    Qual o maior sonho de vocs?Victor: Poder viver do que ns amamos que a msica, e poder passar algo de positivo s pessoas com ela, e de fato ser importante na vida das pessoas.

    Conhea a Banda:http://www.bandajeans.com.br/

    08 | Blog 09 | Entrevista

  • How to Make It in America o novo drama-comdia (ou comdia dramtica) da HBO que estreou no ltimo dia 14. A sinopse da srie exatamente a traduo o ttulo: Como sobreviver na Amrica, mais precisamente os Estados Unidos. Me irrita um pouco essa mania de os americanos praticamente se denominarem a America, mas sei que por causa do nome do pas. No parece muito atraente, mas no se deixe enganar: a srie tem qualidade e diverte bastante!

    O protagonista Ben Epstein (Bryan Greenberg, cujo ros-to me lembrou uma mistura de Milo Ventimiglia, de Heroes, com Jon Foster, de Accidentally on Purpose), um cara comum, sempre sem grana que acaba se metendo em algumas fura-das graas ao seu amigo Cam Calderon (Victor Rasuk).

    Por furadas, no entendam nada mirabolante, como truques fantsticos ou reviravoltas ao melhor estiloDesper-ate Housewives, reais, mas um tanto inverossmeis. O grande charme de How to Make It in America ter uma histria bem comum, p no cho, coisa que muitos de ns podemos / esta-mos vivendo. A gente se identifica.

    Sabe aqueles tempos magros de dinheiro, onde a gente faz qualquer bico para no almoo para conseguir o jantar? Bom, claro que nem todo mundo pega dinheiro emprestado do primo mafioso porque quer ver o amigo conseguindo crescer na carreira ou estoca pranchas de skate em casa para ver se vende um dia.

    No piloto, todos os coadjuvantes foram apresentados, mesmo que no tenham mostrado ainda para o qu vieram. Como o rapper amigo deles ou mesmo a garota que o inter-esse amoroso do Ben. No acredito que ela somente isso e nada mais. Claro que o melhor o Cam, o malandro que t o tom de comdia.

    O enredo bem dinmico e conduzido. Os toques engraa-dos so o ponto positivo da srie, o que faz voc gostar mais ainda dos personagens. Como no rir do Cam fugindo com as jaquetas de couro enquanto o policial apenas pergunta para o Ben se ele no vai trazer o amigo de volta? tima cena!

    Entre os produtores executivos da srie, est Mark Wahl-berg, Stephen Levinson, Rob Weiss e Julian Farino, a equipe de Entourage, fato que faz com que a gente encontre semelhan-as entre as duas sries. Mais uma vez, a HBO est mostrando que sabe muito bem produzir uma tima srie.

    Seriado Para assistir

    10 | Vale a pena 11

  • Como dobrar uma calca jeansNesse tutorial voc vai aprender como dobrar uma

    cala jeans para guardar.

    1 Passo:Dobrar a cala ao meio com as costas para fora.

    2 Passo:Novamente dobrar ao meio, mas agora na metade da altura.

    12 | Tutorial 13

    3 Passo:Pegue a ponta da parte superior da do-bra e leve at dobrar exatamente na ponta de baixo.

    4 Passo:Dobre do mesmo jeito do outro lado, fazendo que de um seguimento com a ul-tima dobra realizada.

    5 Passo:Pegue dos dois lados na parte de baixo e dobre para cima, con-tinuando o mesmo seguimento das do-bras anteriores.

    FinalApenas vire deixando o bolso para parte de cima, sendo o mesmo a identidade da cala.

  • Nas dcadas de 1980 e 1990, havia uma moda que refletia o mal comporta-mento dos punks. A cultura punk tem prncipios de faa voc mesmo e possui um grande interesse pela aparncia agressiva e simples. Seu sarcasmo niilis-ta e a subverso da cultura so presentes na msica, nas artes plsticas, no cinema, na poesia e na moda; uma prova que no foi s o movimento dos hippies e Wood-stock nas dcadas de 60 que influenciaram e inspiraram a cultura da moda atual.

    As roupas se associam sempre a ideologias polticas consolidadas e at elemen-tos de outras culturas que em determinados momentos dividiam mesmo espao com o punk. Apesar do contraste das cores, para os membros dos diversos grupos domovimento fundamental combinar elementos tradicionais depara identificar e especficar o grupo a ideologia que perteciam. Caso haja algum desentendimento entre as combinaes, pode causar desprezo, ridicularizao ou hostilidade e at furto de peas e agresso para os mais violentos.

    O estilo desleixado dos lenos no pescoo ou mostra no bolso traseiro da cala, calas jeans rasgadas, calas pretas justas, bondage pants (calas xadrez com vrios zpers nas pernas), bottons de bandas punk e de protesto, jaquetas de couro com rebites e mensagens inscritas nas costas, coturnos, tnis converse, correntes, corte de cabelo moicano, colorido ou espetado, foi popularizado e caiu no gosto de mui-tas pessoas.

    Para a temporada do vero do ano que vem, o jeans claro e o rasgado chega com tudo. No exterior j h uma tendncia desde a coleo do comeo deste ano com as calas skinny rasgadas e com efeito tye-die do estilista Christopher Decarnin.As divas Cameron Diaz, Gwen Stefani, Katie Holmes, Mischa Barton e Ciara j aderiram a tendncia do jeans punk.

    O Estilo Punk

    O streetstyle surgiu, em determinado momento, a fatdica questo: e os looks dos mendigos? Podem ser considerados streetstyle? Chegou-se concluso que, no, no podem. Para ser considerado streetstyle, precisa haver INTENO de pro-duzir estilo e que, sendo a produo dos homeless mera obra do acaso, no poderia ser classificada como tal. Eu super concordo com esse ponto-de-vista, at para os no-mendigos, cidados comuns que no esto nem a pra moda, que compram e vestem roupas apenas por necessidade ou formalidade. Em Paris tem de monte, em So Paulo, Nova York, Milono d pra considerar esse grupo de pessoas como parte integrante do streetstyle de uma grande cidade, concordam?

    Pois . Da, eis que ontem um amigo me envia um link de uma matria do Yahoo que falava sobre um mendigo chins cheio de estilo, apelidado de Brother Sharp, figurinha errante e j famosa da cidade de Ningbo. O jornal ingls The Independent fez texto sobre o moo e o zunzunzum que ele vem causando na cidade chinesa. Ningum sabe ao certo sua real identidade, sua idade e nem sua histria. E parece que ele no deixa as pessoas se aproximarem muito, que teria problemas mentais, o que dificulta o processo de matar toda essa curiosidade. O fato que Brother Sharp capaz conscientemente ou no, vai saber de produzir looks dignos de editoriais de moda super afiados, brincando, inclusive, com a fronteira do mas-culino e feminino e resgatando tambm o universo de Vivienne Westwood que, recentemente, realizou coleo inspirada nos moradores de rua. A brincadeira foi batizada de Homeless Chic.

    STREET STYLEAO EXTREMO

    Brother Sharp, mendigo da cidade de Ningbo, na Chiana.

    14 | Estilos 15 | Estilos

  • Atualmente, no site de relacionamentos Orkut existem mais de 10 comuni-dades (somente em portugus) que unem pessoas que tem em comum o gosto pela combinao Jeans e All Star. J falamos dos modelos Jeans de All Star, mas achamos necessrio falar tambm desta combinao de sucesso.

    Para quem no sabe, o All Star o calado mais vendido na histria. J vendeu mais de 800.000 pares em todo o mundo.

    Inicialmente, o All Star foi um modelo lanado pela Converse em 1917 para a prtica de basquete. Por isso, foram lanadas muitas cores, para combinar com os uniformes de vrios times.

    No entanto, esse tnis fez sucesso mesmo depois que a sua combinao com o Jeans ganhou as ruas. Este estilo foi difundido pelos punks e ganhou fora total nos anos 80.

    Usar All Star e Jeans virou uma combinao bsica para expressar rebeldia. Ainda mais depois do resgate desta tendncia feita por Kurt Cobain nos anos 90 durante o auge do Nirvana.

    Como a combinao deu certo, est viva at hoje fazendo o estilo descolado de muita gente. Pois , itens simples podem fazer combinaes perfeitas e memo-rveis. Goiabada & queijo, Romeu & Julieta, Arroz & Feijo, Bife & Batata Frita, por ltimo e no menos importante: Jeans & All Star.

    Cala Jeans & All Star

    Tudo comeou h muito tempo, quando o denim ainda era usado na sua forma mais rstica, com sua cor de lona.O tempo foi passando e com a popularidade que o jeans comeou a ganhar as

    empresas comearam a diferenciar nas cores. Afinal, quem que se contenta com apenas um Jeans? Tinham mesmo que variar!

    A mais lembrada de todas o azul indigo, hoje em dia chamamos jeans tradi-cional, toda coleo, seja ela Primavera-Vero ou Outono-Inverno traz no mnimo um modelo com essa cor, tanto porque, se o Jeans tradicional sumisse mataria legies de saudade.

    convencional chamar as cores de lavagens, isso porque os tons (exceto os colors) saem de uma matriz, conforme se lava o denim, as cores vo surgindo, criando escalas de cor (escala de azul, escala de verde, escala de cinza, escala de bege/cru), que so usadas de acordo com as tendncias da coleo.

    J os jeans colors so aqueles em que o denim tingido de cores mais vibrantes, como vermelho, roxo, amarelo, rosa, etc. Esses recebem uma ateno especial, e o denim j recebe o tingimento definitivo de primeira.

    O jeans nunca sai de moda, mas cuidado, por mais que seja uma pea coringa, eles tambm seguem tendncias e podem ficar ultrapassados, veja sempre se o modelo da sua escolha no daqueles ousados que cairo no esquecimento na nova estao.

    O Jeans e suas cores

    17 | Estilos 16 | Estilos

  • Todos temos um caso de amor com ele. Prtico e resistente, o jeans deixa prat-icamente qualquer pea no papel de curinga do guarda-roupa. A cala o grande destaque, permite inmeras leituras e modelagens. Hoje, a preferncia muito especfica a cada estao ou se encaixa to perfeitamente no estilo de uma pessoa. A skinny veio com fora e no tem data de validade, o novo clssico h uns dois anos. Com o revival dos anos 70, as bocas mais largas com cintura marcada no lugar certo gan-ham adeptas.

    Mas o jeans, como meio abusado desde que conquistou seu espao, se reinventa e volta em texturas mais leves, desgastadas, manchados e em peas to versteis quanto a cala. A seguir, separamos algumas imagens de looks de rua para voc se inspirar e no desistir daquela pea mais velhinha que est no fundo do armrio. Combine com outras atuais, invista em acessrios, cachecis de tric (inverno che-gando!), lenos e cintos. Nossa dica: no caso dos sapatos e botas, prefira os modelos anab-ela ou com cadaros (oxford e botas de todos os comprimentos).

    Bebezinhos na moda at de fraldas. Ao invs de bichinhos ou personagens de desenho animado, voc j encontra facilmente nas grandes redes de supermercado fraldas com estampas jeans.

    Com estampa que imita perfeitamente a textura do material, a fralda desenhada com bolsinhos atrs, zper e botes na frente, exata-mente como um shorts.

    Uma tima opo para festinhas em dias mais quentes, o beb fica sempre arrumadin-ho. Prtica para as mames e confortvel para os pequenos, as fraldas tem cintura elstica, velcro lateral e capacidade para absoro de at 12 horas, disponvel nos tamanhos M at o XXG.

    19 | Entretenimento18 | Entretenimento

  • O valor que se paga nas peas Jeans sempre foi alvo de perguntas das mais variadas, a maior parte das pessoas no sabe qual a justificativa para uma pea custar X e a mesma de outra marca custar Y.

    Acontece o seguinte, toda revendedora coloca seu lucro em cima do valor da pea que compra, esse valor varia de loja para loja ( a no ser nas redes, que seguem um padro de preo em todas as lojas de mesmo nome).

    Ao contrrio do que imaginamos, a maneira como confeccionado o denim muda de marca para marca e isso que mais interfere no preo final para o consumidor. Que eu quero dizer? Jeans no tudo a mesma coisa, h denim de luxo, denim tipo exportao, denim convencional, etc, e essa diferena interfere na qualidade do tecido utilizado, ento uma cala de R$40,00 e uma cala de R$600,00 no so a mesma coisa.

    As peas podem parecer iguais, mas o tecido utilizado, a maneira como o denim tin-gido, o tipo de apliques, lavagens, se a pea feita a mo, se feita industrialmente, se um item da coleo que ter poucos exemplares, todos esses fatores influnciam no preo final da pea, deixado-a mais cara ou com um valor mais convidativo.

    Isso significa que uma cala mais em conta no presta? Muito pelo contrrio, o denim um timo tecido, em todas as suas categorias, o que muda o tempo que a pea durar, se ela vai manter a cor e o shape aps vrias lavagens em casa.

    Lgico que toda regra tem sempre sua exceo, nossa inteno nesse blog dar dicas e informaes que ajudem os nossos leitores a conhecer a matria-prima dos nossos son-hos, em posts futuros falaremos da durabilidade das peas

    O QUE FAZ O PREO?A YKK, lder na fabricao de zper no mundo, nasceu San-S Shokai, em Tquio, Japo, em 1934. A empresa entrou no mercado americano em 1960 e, de-

    pois disso, diversificou a produo. Hoje, tem 118 afiliadas em 70 pases e gera mais de 40 mil empregos.

    O grupo YKK lder mundial na produo de zperes. Em nosso Pas, esse suc-esso internacional repete-se desde 1975, quando da instalao em Sorocaba da Diviso Zper da YKK do Brasil Ltda.

    Atendendo mais de 60% da demanda interna do produto, os zperes YKK do o toque final de requinte e qualidade a uma infinidade de produtos, desde os mais simples e de uso cotidiano - vesturio, botas, malas e bolsas - at itens espe-ciais, que exigem maior sofisticao tecnolgica para garantir-lhes o mais perfeito acabamento.

    Com suas fbricas centradas no Mercosul, a Diviso Zper da YKK, amplia sis-tematicamente suas exportaes a outros pases, especialmente aos da Amrica Latina.

    A unidade principal, sediada em Sorocaba - a 90 km de So Paulo tem uma rea construda de 50,000 m - equipada com mquinas de tecnologia prpria e de l-tima gerao, a diviso Zper tem servido de apoio para o aumento de divisas do pas, nas exportaes que realiza diretamente a clientes externos ou, integrando produtos acabados como jeans, malas, botes entre outros exportados por clientes internos.

    A Diviso Zper da YKK, com uma produo anual da ordem de 60.000 quilmet-ros de zperes - comprimento suficiente para dar uma volta e meia ao redor da Terra - continua ainda empenhada na pesquisa, desenvolvimento e diversificao de solues para atender de forma mais completa os seus clientes. Um dos exem-plos mais recentes disso o Quicklon, um fecho de gancho e argola lanado com grande sucesso pela YKK no mercado brasileiro.

    Conhea a empresa japonesa que gigante mundial do zper.

    YKK

    21 | Indstria20 | Indstria

  • No sul do Texas, quase onde o rio Grande separa os Estados Unidos do Mxico, h uma pequena cidade chamada Edin-burg. S costuma aparecer no noticirio quando atingida por fura-ces, como foi o caso do Alex, em 30 de junho deste ano. Mas em 8 de setembro ela pode virar notcia outra vez.

    Estdio de baseball: tom americano numa comunidade onde 88% dos habitantes so latinos

    que durante todo esse dia se chamar Denimburg, ou cidade do denim, o brim azul usado nos jeans. A mudana temporria, mas emblemtica: comemora o incio de construo da fiao e tecelagem da empresa brasileira Santana Txtil.

    Estamos indo em busca do mercado de toda a Amrica do Norte, explica seu diretor-financeiro, Marcos Jos dos Santos. Com sede em Horizonte, Cear, e presidida por Raimundo Delfino Filho, a Santana tem 22% do mercado brasileiro de denim.

    Produz, anualmente, 85 milhes de metros desse brim e tem faturamento da ordem dos R$ 400 milhes. O empreendimento tem incentivos do Estado do Texas e do municpio de Edinburg disse DINHEIRO o presidente da Empresa de Desenvolvimento de Edin-burg, Pedro Salazar.

    Os benefcios incluem terreno de 145 mil metros quadrados, iseno de impostos e um emprstimo estadual. Toda essa ajuda tem um motivo: favorecer os produtores de algodo texanos e gerar empregos para a cidade. O Texas o maior produtor de algodo dos EUA.

    E Edinburg, com 89% de sua populao formada por latinos, tem mo de obra barata: 30% dos seus 65 mil habitantes ainda vivem com uma renda anual que no passa dos US$ 35,7 mil, enquanto a mdia do Estado 40% maior. Ali, os grandes geradores de emprego ainda so dois hospitais, a prefeitura e a Universidade do Texas. Com 800 vagas, a Santana se torna um dos maiores empregadores do mu-nicpio.

    As negociaes para a construo da fbrica de 70 mil metros quadrados, a um custo de US$ 180 milhes, foram iniciadas h dois anos, e ela deveria ter comeado a funcionar no primeiro semestre deste ano. A crise de 2008, no entanto, causou um atraso no projeto, explica Salazar.

    Agora, o incio das operaes da Santana est marcado para o segundo semestre de 2011. A fbrica brasileira considerada pelo governador do Texas, Rick Perry, um marco na histria industrial da cidade. Sua expectativa que ela estimule a vinda de fabricantes de roupas.

    At o final dos anos 90, Edinburg tinha duas fbricas de jeans uma delas da Levis. Com o fechamento das duas, foram perdidos 3.500 empregos. Antes de escolher Edinburg, a Santana havia sonda-do Monterrey, no norte do Mxico, mas os diretores concluram que haveria excesso de burocracia para abrir a empresa afirma Santos, da Santana.

    Por um dia, a cidade texana de Edinburg mudar de nome para Denimburg. uma homenagem chegada da brasileira Santana Txtil.

    A CAPITAL DO JEANS

    2322 | A capital