Top Banner

Click here to load reader

O EXCESSO DE PESO E A OBESIDADE EM ESCOLARES DA · PDF fileO EXCESSO DE PESO E A OBESIDADE EM ESCOLARES DA 8ª SÉRIE DO COLÉGIO ... tem uma função facilitadora na...

Feb 09, 2019

ReportDownload

Documents

voxuyen

O EXCESSO DE PESO E A OBESIDADE EM ESCOLARES DA 8 SRIE DO COLGIO

VITAL BRASIL DE VERA CRUZ DO OESTE

SIMONI FOGAA SOARES FERMINO1, EDSON ANTONIO ALVES DA SILVA2

RESUMO: A necessidade do professor de matemtica buscar alternativas

interdisciplinares e contextualizadas para a efetivao da aprendizagem aliada a

uma questo social da atualidade, como a obesidade na adolescncia, motivou a

proposta desse Projeto de Interveno Pedaggica. fato, o crescimento da

prevalncia da obesidade em adolescentes do mundo inteiro. No mbito escolar, o

fato tambm observado, visto que a obesidade tem sido um dos principais motivos

de bulling, traduzindo em atos de violncia a discriminao sofrida pelos

adolescentes que esto acima do peso considerado normal. O Tratamento da

Informao mais especificamente a Estatstica permite quantificar o excesso de peso

e a obesidade entre os discentes em uma escola. A coleta das medidas

antropomtricas (peso e estatura), o clculo do IMC (ndice de Massa Corporal) e, as

informaes de questionrio a respeito de idade, sexo, alimentos mais consumidos e

prtica ou no de atividades fsicas, do condies de quantificar o problema. Neste

trabalho a estatstica se encarregou da organizao e descrio das informaes

coletadas, proporcionando a interpretao e compreenso dos resultados. As

informaes obtidas foram apresentadas, na forma de tabelas e grficos aos alunos

que constituram o pblico alvo dessa interveno pedaggica, propiciando a

conscientizao da necessidade da manuteno de um peso saudvel com atitudes

relacionadas alimentao de qualidade e prtica de atividades fsicas. Constatou-

se que 38% do universo pesquisado apresentavam excesso de peso ou obesidade.

1Professora de Cincias com habilitao em Matemtica, com Especializao em Metodologia do

Ensino da Matemtica e em Psicopedagogia. Atua como professora na Rede Estadual de Ensino no

Colgio Estadual Vital Brasil do municpio de Vera Cruz do Oeste PR. Aluna do Programa de

Desenvolvimento Educacional (PDE) 2010. SEED PR. E-mail: [email protected]

2Professor do Colegiado de Matemtica UNIOESTE. Doutor em Mtodos Numricos pela UFPr . e-

mail: [email protected]

mailto:[email protected]:[email protected]

Palavras- chave: Tratamento da Informao; Estatstica descritiva; Obesidade na

adolescncia.

1 INTRODUO

A Matemtica se constitui numa das mais importantes ferramentas de

insero social da sociedade moderna, cujos conhecimentos bsicos forma cidados

aptos e participativos nas relaes de trabalho e nas demais relaes sociais e

ainda, traz contribuies polticas e culturais para o meio em que vive.

O conhecimento matemtico proporciona capacidade de interao do

indivduo com o mundo que o cerca, desenvolvendo nele capacidades de tomar

decises, resolver problemas, criticar, estimar solues e at a fazer transformaes

pertinentes, que podem trazer melhora significativa na vida da sociedade.

A sociedade moderna veicula diariamente nos meios de comunicao,

informaes na forma de tabelas e grficos, que dizem respeito ao cotidiano das

pessoas. Porm muitos no entendem tais notcias em virtude da falta de

conhecimentos de estatstica. O conhecimento estatstico tem uma funo

facilitadora na comunicao e leitura da informao o que pode proporcionar s

pessoas a capacidade de analisar criticamente o fato comunicado, identificando at

possveis deformaes da informao dada.

Este trabalho o resultado da aplicao do mtodo estatstico a um grupo

selecionado de alunos das oitavas sries A e B do perodo matutino do Colgio Vital

Brasil de Vera Cruz do Oeste para que eles investigassem o excesso de peso e a

obesidade nos alunos das 8 sries A, B, C e D, regularmente matriculados no ano

letivo de 2011.

A obesidade na adolescncia se apresenta como um problema de sade

pblica, com prevalncia mundial. Para Gewandsznajder (2009), a obesidade se

instala quando a quantidade de calorias consumida por uma pessoa for maior que a

quantidade de calorias que ele gasta. O excesso de nutrientes armazenado no

corpo sob a forma de gordura, caracterizando a obesidade. A ingesto de alimentos

muito calricos, ricos em gorduras saturadas e acares, aliada a pouca atividade

fsica, contribuem para a obesidade.

A obesidade na adolescncia pode desencadear problemas de

discriminao, bulling, depresso dentre outros, que podem afetar o desempenho do

estudante.

O bulling o desejo consciente e deliberado de maltratar outra pessoa e

coloc-la sob tenso (PEDRA, 2008), deixando-a frgil e psicologicamente abalada.

Compreende todas as atitudes agressivas, intencionais e repetitivas ocorridas sem

motivao evidente, adotadas por um ou mais estudantes contra outro(s), causando

dor e angstia, e executadas dentro de uma relao desigual de poder, tornando

possvel a intimidao da vtima. um fenmeno que se traduz em atos de violncia

com implicaes nefastas acarretando enorme prejuzo psicolgico, emocional e

scio-educacional ao indivduo que vitimado por essa ao.

Segundo Fante (2005), o bulling est presente nas escolas de todo o mundo

e caracteriza-se por humilhaes, gozaes, ameaas, imputao de apelidos

constrangedores, chantagens, intimidaes. Pode trazer consequncias

aprendizagem dos alunos, podendo levar a disperso, o desinteresse pelo estudo e

pela escola, absentismo, queda de rendimento escolar e evaso. Sabemos que o

aluno que apresenta um quadro de excesso de peso ou obesidade, vtima

constante de apelidos e gozaes que ferem psicologicamente e pode se traduzir

em atos de violncia e outras reaes que impedem o bom desenvolvimento

escolar.

Noticirios do conta de casos de violncia praticados por vtimas de bulling.

Muitas destas vtimas so adolescentes que esto acima do peso. Nesta

perspectiva, a Matemtica possibilita conhecer a realidade desse grupo de alunos,

em se tratando, da presena de excesso de peso ou obesidade entre eles.

A Educao Matemtica se constitui na rea do conhecimento que se ocupa

em estudar as mltiplas variveis da aprendizagem e o seu ensino. Essa disciplina

se pauta em princpios que orientam as prticas educativas a serem adotadas no

processo de legitimao da aprendizagem para a consequente formao do

cidado. Formar cidados conscientes implica necessariamente em educar, pois a

educao uma forma de interveno no mundo (FREIRE, 2005) e a educao

matemtica contribui para a formao cidad, tornando o indivduo apto a engajar-se

no mundo do trabalho, das relaes sociais, culturais e polticas. Para Dante (2009),

a Matemtica uma das mais importantes ferramentas da sociedade moderna, pois

ela habilita o cidado a exercer plenamente seu papel, emitindo opinies, se

posicionando frente aos embates do dia a dia e interferindo direta e positivamente no

meio em que vive. A presena da Matemtica percebida em todas as fases de

nossa vida, em todas as classes sociais, nas mais diversas culturas e das mais

variadas formas, na vida de pessoas que jamais frequentaram os bancos escolares

e at dos mais qualificados. Sua sistematizao prepara o indivduo para constatar

regularidades e desenvolver generalizaes que lhe possibilitam ler o mundo com

grande capacidade de discernimento. A leitura de mundo tanto mais rica quanto

melhor for o conhecimento matemtico desenvolvido pelo indivduo, desde sua mais

tenra idade, dando-lhe condies de expressar idias, executar atividades para fins

coletivos, fazer pequenas estimativas, organizar, desenhar, pintar, brincar, enfim

comunicar-se. O conhecimento matemtico de relevncia social, pois, por ele,

almeja-se um ensino que possibilite aos estudantes anlises, discusses,

conjecturas, apropriao de conceitos e formulao de idias, organizando os

contedos de tal forma que possibilitem uma articulao entre si e ainda, se

conectem com outras reas do conhecimento (DCE PR, 2008). Alm da

organizao dos contedos, necessria a adoo e uso de recursos didticos que

auxiliem e motivem o processo ensino aprendizagem. Recursos como o quadro de

giz, livros didticos, jogos, calculadora, vdeos, computador, entre outros,

maximizam a possibilidade de construo do conhecimento cientfico.

A prtica pedaggica no ensino da Matemtica, precisa ser avaliada e

revista sempre que necessrio. No um processo pronto e acabado. Passa por

constantes transformaes, cabendo aos educadores perseverar na busca de

aprimoramento de mtodos, seleo de contedos e novos recursos didticos para

alcanar uma educao de qualidade.

A sistematizao dos contedos matemticos almeja propiciar aos alunos a

construo e organizao do raciocnio lgico e outras competncias que os habilite

a compreender e agir diante de situaes do seu cotidiano. No que se referem ao

bloco Tratamento da Informao, os PCN (Parmetros Curriculares Nacionais)

explicitam que seu objetivo de 5 a 8 sries levar o aluno a construir

procedimentos para coleta, organizao e comunicao de dados, utilizando tabelas,

grficos e representaes que aparecem frequentemente em seu dia-a-dia. Alm

disso, permitir calcular algumas medidas es