Top Banner
MICHAEL PAGE PROPERTY & CONSTRUCTION Employment Outlook Propriedade e Construção América Latina 2013/2014
19

Michael Page Employment Outlook - P&C Latam

May 27, 2015

Download

Career

Raquel Kroich

Durante o segundo e terceiro trimestres de 2013 foram coletadas 1239 respostas de profissionais atuantes no mercado de Propriedade e Construção, em todos os níveis de senioridade nos países de atuação da Michael Page na América Latina: México, Colômbia, Chile, Argentina e Brasil.

Publicado em setembro/2013
Welcome message from author
This document is posted to help you gain knowledge. Please leave a comment to let me know what you think about it! Share it to your friends and learn new things together.
Transcript
  • 1. MICHAEL PAGE PROPERTY & CONSTRUCTIONEmployment Outlook Propriedade e Construo Amrica Latina 2013/2014

2. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014Bem vindos nossa pesquisa. Cada vez mais, gestores e lderes de Recursos Humanos encaram uma srie de desafios dirios em todos os aspectos de seus negcios. Nas empresas de Propriedade e Construo isso no diferente. O setor na Amrica Latina est muito aquecido e a previso do aumento de investimentos - tanto de empresas privadas quanto do governo - faz com que os holofotes estejam cada vez mais voltados s oportunidades no setor. Com esse cenrio em vista, construmos essa pesquisa que visa entender, diretamente com os profissionais deste segmento na Amrica Latina, como os mesmos avaliam determnados aspectos da carreira, tais como pagamento de bnus, salrios, oportunidades, plano de carreira e desafios. Agradecemos a todos os que participaram desta pesquisa. Sua contribuio foi inestimvel para nos ajudar a reunir informaes para nortear decises estratgicas de contratao e reteno de profissionais da rea nos prximos anos.Atenciosamente, Equipe Michael Page 3. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014METODOLOGIA Durante o segundo e terceiro trimestres de 2013 foram coletadas respostas de profissionais atuantes no mercado de Propriedade e Construo, em todos os nveis de senioridade nos pases de atuao da Michael Page na Amrica Latina: Mxico, Colmbia, Chile, Argentina e Brasil. Mxico Colmbia Chile Argentina Brasil222 50 139 136 692Recebemos um total de 1,239 respostas, distribudas entre os cargos abaixo.Que ttulo melhor representa sua atual posio? Senior Management (MD, CEO, CFO, Executivo nmero 1, Presidente) Middle Management (VP, Diretor, Chefe de Departamento) Operational Management (Gerente, Lder, Head) Engenheiros10%17%26%15%Outras posies (Coordenador, Supervisor, Analista, Assistente) 32%A pesquisa cobre profissionais que atuam na rea corporativa das empresas do setor (Financeiro, Vendas, Facilities, Marketing, RH, Jurdico, TI), alm dos que atuam nas obras. Departamentos48%52%Corporativo Obras 4. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014SUMRIO EXECUTIVOO CENRIO A pesquisa comprovou uma tendncia regional de pouca movimentao nos salrios e do setor no ano que passou. 44% afirmam no ter recebido aumento de remunerao em 2012; 61% afirmam no ter recebido nenhum tipo de bnus. Para aqueles que receberam, 31% afirmam que o valor representou de 11% a 20% do seu salrio anual. Mesmo com esse cenrio, 48% afirmam que seu bnus foi maior que o aplicado em 2011. TURNOVER QUEM PERDE E QUEM GANHA? 81% dos profissionais do setor de Construo querem se movimentar. O principal catalisador da mudana so chances de crescimento concretas, melhor remunerao e maior equilbrio entre trabalho e vida pessoal. Mais da metade dos entrevistados afirma que seus ganhos financeiros no so determinados por sua performance. COMO ENCONTRAR OS MELHORES TALENTOS As consultorias de recrutamento so o principal canal na hora de buscar por oportunidades segundo 58% dos entrevistados. Sites de empregos e candidaturas diretas no site das empresas aparecem com 43% e 38% das respostas. As redes sociais crescem e devem se incorporar ao recrutamento. OTIMISTAS EM RELAO AO FUTURO Os profissionais de Propriedade e Construo se veem otimistas em relao ao futuro. 68% acreditam que seu bnus ser maior no prximo ano; 39% acreditam que o setor deve mostrar leve crescimento no prximo ano. 5. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014REFLEXES SOBRE O MERCADO: COMPENSAES E AMBIENTE DE TRABALHOA maioria dos respondentes no recebeu um aumento de salrio em 2012. 44% dos profissionais que responderam pesquisa afirmam ter passado todo o ano de 2012 sem reajustes salariais. Dos que receberam reajuste salarial, a maioria (18%) afirma que seus rendimentos aumentaram entre 5% e 10%.Voc recebeu um aumento de salrio em 2012? No9% 10%Meu salrio diminuiu 44%18%Meu salrio aumentou menos de 5% Aumentou entre 5% e 10% Aumentou de 10% a 15%15%4%Aumentou 15% ou maisA tendncia regional. Mexicanos e Chilenos foram os que receberam menos reajustes (56% afirmam no ter recebido aumentos salariais em 2012). Os colombianos so os que mais receberam reajustes (apenas 27% afirmam no ter recebido aumento no ano que passou). Porm, grande maioria (38%) afirma ter recebido menos de 5% de reajuste ao longo do ano. Na Argentina, 43% afirmam no ter recebido reajuste. Os que receberam se concentram em maioria nas faixas de aumento entre 10% a 15% (23%). 36% dos brasileiros entrevistados afirmam no ter recebido reajustes salariais. Para os que receberam, 28% se concentram na faixa de reajuste entre 5% e 10%. 6. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014PAGAMENTO DE BNUS 61% dos profissionais pesquisados no receberam bnus em 2012. Voc recebeu algum bnus em 2012?39%Sim No61%Argentina foi o pas que menos recompensou seus profissionais com o pagamento de bnus em 2012. 70% dos entrevistados afirmam no ter recebido nenhum valor de compensao varivel ao longo de 2012. Colmbia segue com 64% dos entrevistados afirmando no ter recebido bnus no ano que passou. Para os que foram recompensados, os Chilenos aparecem em primeiro lugar, impulsionados pelo mercado de minerao. 47% afirmam ter recebido algum tipo de bnus financeiro em 2012. Eles so seguidos pelo Mxico (43% receberam bnus) e pelo Brasil, onde 40% dos entrevistados afirmam ter recebido a compensao.Voc recebeu algum bnus em 2012? 70%64%60% 47%40%NoBrasilSim43%36%30%SimNoArgentinaSim57%53%NoChileSimNoColombiaSimNoMxico 7. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014PAGAMENTO DE BNUS (CONT.)Para os que receberam bnus, grande maioria afirma que se enquadrou entre 11% - 20% do salrio anual. 27% afirmam que representou entre 0% e 10% do salrio anual, e 24% entre 21% e 50%.Que porcentagem do seu salrio anual seu bnus representou em 2012? 9%0 - 10%27%9%11% -20%21% - 50% 24%51% - 100% 101% ou mais31%O pagamento de bnus foi maior na rea corporativa, com 24% afirmando ter recebido bnus que representaram mais de 51% do salrio anual. 18% dos profissionais de obras afirmam ter recebido bnus acima de 51% do salrio anual. Para estes profissionais os bnus foram menores, com 29% afirmando ter recebido bnus proporcionais a 0% e 10% do salrio anual.Corporativo 24%0 - 10%Obras34%29% 17%11% 20%21% 50%11%27%26%13%51% - 101% ou 100% mais9% 0 - 10%11% 20%21% 50%9%51% - 101% ou 100% mais 8. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014PAGAMENTO DE BNUS (CONT.)Dos pases pesquisados, a Argentina foi a que entregou os maiores bnus. 69% afirmam que o bnus recebido se enquadrou entre 11% e 50% do salrio anual. Mxico, Chile e Brasil mostram realidades semelhantes, com 69%, 55% e 52% recebendo entre 0% e 20% dos salrios anuais como valores de bnus, respectivamente. A maioria (35%) dos colombianos afirma que seu bnus esteve em uma faixa de 0% a 10% do salrio anual. Destaque para os que receberam bnus equivalentes a 21% a 50% do salrio anual (29%).26%26%18%13%16%0 - 10%11% -20%21% - 50%51% - 100%101% ou mais18%39%30%6%6%0 - 10%11% -20%21% - 50%51% - 100%101% ou mais24%31%21%12%12%0 - 10%11% -20%21% - 50%51% - 100%101% ou mais18%29%6%12%0 - 10%11% -20%21% - 50%51% - 100%101% ou mais30%39%24%6%1%0 - 10%11% -20%21% - 50%51% - 100%101% ou mais35% 9. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014ANLISE DO BNUS Seu bnus, em 2012, foi melhor, igual ou pior do que o recebido em 2011? 15%Foi o mesmo do que o recebido em 2011, proporcionalmente ao meu salrio38%Foi maior do que o recebido em 2011, proporcionalmente ao meu salrio 48%Foi menor do que o recebido em 2012, proporcionalmente ao meu salrioEm geral, a maioria dos respondentes latinoamericanos do segmento de construo e propriedade afirmam ter recebido, em 2012, um bnus maior que o aplicado no ano anterior (48%). 38% afirmam que o valor se manteve, e 15% que o valor foi reduzido. Quando avaliamos os resultados regionais deste quesito, os colombianos mostraram melhor resultado. 63% afirmam que seu bnus em 2012 foi maior que o aplicado em 2011. Eles so seguidos pelo Brasil (49%) e pelo Chile (47%).Na Argentina, 33% afirmam ter recebido o mesmo bnus de 2011. Para os mexicanos, a maior parte dos entrevistados afirma que o bnus se manteve em relao ao ano anterior (45%).BrasilArgentinaChileColombiaFoi menorFoi maiorFoi o mesmoFoi menorFoi maiorFoi o mesmoFoi menorFoi maiorFoi o mesmoFoi menorFoi maiorFoi o mesmoFoi menorFoi maiorFoi o mesmoSeu bnus, em 2012, foi melhor, igual ou pior do que o recebido em 2011? 63% 49% 47% 45% 41% 41% 38% 33% 39% 27% 31% 20% 14% 12% 0%Mxico 10. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014O DIA-A-DIA DE TRABALHO Voc se identifica com alguma das situaes abaixo quando avalia seu dia-a-dia de trabalho ao longo do ano de 2012? 56% 31% 21%Trabalhar mais horas26%18%11%Assumir Menos promoes Menos bnus / responsabilidades aumentoTrabalho estressanteSem impactoOs profissionais precisaram trabalhar mais. 56% afirmam ter assumido novas responsabilidades fora de seu escopo de atuao, e 31% afirmam que foi necessrio trabalhar mais horas. O ambiente de trabalho tambm passou a ser mais estressante para 26% dos profissionais entrevistados. A percepo do setor Profissionais do segmento de construo em geral acreditam que as pessoas de seus pases tm confiana nas empresas do setor. Porm, crescente o nmero de profissionais que acreditam que a confiana est menor do que costumava ser no passado. Argentina lidera esse quesito, com 41% dos respondentes afirmando que a confiana diminuiu. No Brasil, 10% afirmam que os brasileiros em geral no confiam nas empresas do segmento de Construo. Em geral, as pessoas de seu pas confiam nas empresas do segmento de Construo?56%52% 41%ArgentinaColombia8% Sim7% NoSimNoMenos do que confiavam ChileMenos do que confiavam14%5% SimNoMenos do que confiavam7% SimNoMenos do que confiavam10%Brasil35%26%MxicoNo31%Menos do que confiavam59%Sim79%69% 11. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014PENSANDO NO FUTUROOs respondentes esto em geral otimistas em relao ao mercado para os prximos meses e o ano de 2014. 68% acreditam que seu bnus dever ser maior que o recebido em 2012, e 22% acreditam que deve se manter. Apenas 10% acreditam que devem receber um valor de bnus menor que o aplicado em 2012. Voc espera que seu bnus em 2013 seja maior, menor ou igual ao recebido em 2012? 10%Acredito que ser o mesmo22%Acredito que ser maior Acredito que ser menor 68%Os colombianos so os que demonstram maior otimisto em relao ao pagamento de bnus em relao ao trabalho executado ao longo de 2013. 94% acreditam que deva ser maior que o recebido no ano anterior. Os menos otimistas so os brasileiros. 26% acreditam que seu bnus deva ser menor que o recebido em 2012, e apenas 44% acreditam que deva ser maior (contra 74% em mdia nos outros pases da Amrica Latina). Isso um reflexo da desacelerao do setor no pas, causada principalmente pela diminuio da concesso de crdito que impacta diretamente as empresas do setor imobilirio e pelo aumento do preo dos insumos utilizados nas construes.BrasilArgentinaChileColombiaSer menorSer maiorSer o mesmoSer menorSer maiorSer o mesmoSer menorSer maiorSer o mesmoSer menorSer maiorSer o mesmoSer menorSer maiorSer o mesmoVoc acredita que seu bnus em 2013 ser igual, melhor ou pior do que o que recebeu em 2012? 94% 79% 71% 53% 44% 38% 30% 26% 18% 16% 12% 9% 6% 5% 0%Mxico 12. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014PENSANDO NO FUTURO (CONT.)Em relao ao crescimento do setor, a grande maioria acredita que o segmento de construo deve mostrar leve crescimento (39%). Na sua opinio, como ser a performance de seu setor em 2013? 39%16%16%14%14%O segmento Acredito que o O segmento O segmento O segmento dever mostrar crescimento dever mostrar dever mostrar dever mostrar leve ser nulo no significativo significativa leve retrao crescimento segmento crescimento retraoO nico pas que trouxe como maiora das respostas o crescimento nulo para o crescimento foi a Argentina, com 41% das respostas. Brasil (37%), Chile (51%), Colmbia (40%) e Mxico (43%) apostam, em maioria, no leve crescimento do setor 13. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014EXPECTATIVA DE EMPREGOS NO SETOROs brasileiros so os mais confiantes em relao oferta de empregos no setor de Construo para o ano de 2014. 60% afirmam estar confiantes ou muito confiantes em relao oferta de oportunidades. O Chile aparece em segundo lugar, com 59% dos respondentes se sentindo confiantes ou muito confiantes no quesito, e a Colmbia em terceiro (55%). Mxico e Argentina se mostraram menos otimistas em relao oferta de emprego em 2014. 62% dos argentinos se dizem no muito confiantes ou nem um pouco confiantes em relao oferta de empregos para 2014. Mais da metade dos mexicanos avaliam o mercado da mesma forma (52%).O quo confiante voc est a respeito de oportunidades de emprego em seu setor em 2013? 47% 43% 42% 41% 39%38% 33% 29% 28% 27%BrasilChileColombiaMxicoNo seiNem um pouco confianteNem um pouco confianteNo muito confianteConfianteMuito confianteNo seiNem um pouco confianteNo muito confianteConfianteMuito confianteNo seiNem um pouco confianteNo muito confianteArgentina2% No muito confiante2%13%8% Confiante10%1% ConfianteMuito confiante14%13%12%Muito confiante8%3% 4% No seiNem um pouco confianteNo muito confianteConfianteMuito confiante8%No sei19%18% 14. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014ATITUDES NA BUSCA POR EMPREGOVoc acredita que sua performance est relacionada aos seus ganhos financeiros? Equilbrio entre performance pessoal e da companhia30%Ganhos definidos pela companhia Ganhos ligados minha performance50% 20%Os profissionais da rea de construo, em geral, no possuem muito controle sobre seus ganhos financeiros. De todos os profissionais pesquisados, apenas 20% so remunerados de acordo com sua performance. Para 30% dos profissionais, a remunerao varivel determinada em um equilbrio entre a sua performance e a performance da empresa, e para a grande maioria, 50%, seus ganhos financeiros esto totalmente fora de seu controle, sendo definidos exclusivamente pela companhia sem interferncia de performance individual. Os homens entrevistados so maioria quando os ganhos financeiros so relacionados performance. 21% afirmam que seus ganhos esto intimamente ligados sua performance, contra apenas 13% para as mulheres. O ganho em equilbrio entre performance pessoal e da companhia tambm maior privilgio dos homens, com 33% de respostas positivas. 60% das mulheres entrevistadas afirmam que seus ganhos so 100% definidos pela companhia, e que esto fora de seu controle.Homens Voc acredita que sua performance est relacionada aos seus ganhos financeiros? 33%21%46%Mulheres Voc acredita que sua performance est relacionada aos seus ganhos financeiros? 13% 27%60% 15. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014ATITUDES NA BUSCA POR EMPREGOEles querem se movimentar! Para aumentar seus rendimentos em longo prazo, 81% dos profissionais do segmento de Construo na Amrica Latina pretendem fazer mudanas radicais na carreira (37%) ou ser flexveis (37%) , aproveitando as oportunidades de mercado. Apenas 17% pretendem se manter na mesma empresa. Como voc acredita que deve conseguir aumentar seus rendimentos em longo prazo? Com mudanas radicais de carreira37%44%Mantendo-me na mesma empresa, com incentivos de longo prazo No tenho planos de longo prazo2%17% Sendo flexvel e aproveitando as oportunidades que aparecerem, sem planosO principal catalisador da mudana a busca por chances de crescimento, para 65% dos profissionais. Equilbrio entre vida pessoal e trabalho e aumento de remunerao aparecem em segundo lugar (62% e 50%). Selecione os principais fatores que, atualmente, fariam com que voc iniciasse uma busca por emprego 65% 62% 50% 11% Chances de crescimentoEquilbrio vida/trabalhoAumento de remunerao4%Ambiente de trabalho estressanteMedo de cortes em funcionrios 16. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014ATITUDES NA BUSCA POR EMPREGOPrioridades de respondentes do sexo masculino e femininoHomens Selecione os principais fatores que, atualmente, fariam com que voc iniciasse uma busca por emprego 65% 59% 49%Mulheres Selecione os principais fatores que, atualmente, fariam com que voc iniciasse uma busca por emprego 80% 52%5% Chances de Equilbrio Aumento de crescimento vida/trabalho remunerao11%Medo de Ambiente de cortes em trabalho funcionrios estressante53%6% Chances de crescimentoEquilbrio vida/trabalho9%Aumento de Medo de cortes Ambiente de remunerao em trabalho funcionrios estressantePara as mulheres, a chance de crescimento o principal item que impulsionaria uma mudana de emprego (80%). Em segundo lugar, para elas, aparece o aumento na remunerao (53%), seguido do equilbri entre vida pessoal e trabalho (52%). Para os homens, uma melhor chance de crescimento tambm determinada pela maioria (65%) como prioridade na busca por uma nova oportunidade. Mas para eles, equilbrio entre vida pessoal e trabalho aparece em segundo lugar, com 58% das respostas e o aumento de remunerao aparece em terceiro lugar (49%). 17. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014ATITUDES NA BUSCA POR EMPREGOPedimos aos respondentes para que elencassem seus 2 canais favoritos e mais utilizados na busca por emprego. Dos canais abaixo, selecione os que voc acredita serem os mais adequados a uma busca por emprego 58% 43%38%34% 18%Empresas de Canais online recrutamento de divulgaoAplicaes diretas na companhiaNetworking Mdias sociais7% Mdia impressaAs empresas de recrutamento foram selecionadas por 58% dos respondentes como o canal mais adequado na busca por oportunidades. Os canais online de divulgao (job boards) entram em segundo lugar, com 43% das respostas. As aplicaes diretas no site da companhia, e a utilizao do networking pessoal seguem como canais utilizados na busca por 38% e 34% dos respondentes, respectivamente. As mdias sociais aparecem em 5 lugar (18%) e a mdia impressa em ltimo, com apenas 7% das respostas. A escolha de cada pas Os brasileiros priorizam o networking, com72% das respostas. Em seguida vm as empresas de recrutamento, com 69%. Os argentinos preferem os canais online de divulgao (52%), e aplicaes no site da prpria empresa contratante (40%). Os chilenos priorizam as empresas de recrutamento (61%) e os canais online de divulgao (43%). Os colombianos tambm priorizam as empresas de recrutamento (72%) mas preferem inscrever-se no site direto da empresa em segundo lugar (56%). No Mxico, os canais online de divulgao aparacem em primeiro lugar (66%), e as empresas de recrutamento em segundo (49%). 18. EMPLOYMENT OUTLOOK - PROPRIEDADE E CONSTRUO - AMRICA LATINA 2013/2014MOBILIDADE INTERNACIONALMesmo demonstrando menor otimismo em de aumento de bnus e remunerao em 2014, os brasileiros mostraram o menor ndice positivo na questo de mobilidade internacional. 18% dos entrevistados afirmam que no considerariam vagas fora do Brasil. O nmero dos que topariam se realocar para outras regies ainda grande, e cresce em proporo nos outros pases latinoamericanos pesquisados. 92% dos mexicanos e 91% dos chilenos e colombianos aceitariam o desafio de viver e trabalhar fora de seus pases de origem.Voc consideraria vagas fora de seu pas? 83%18%Sim91%86%NoBrasil14%SimNoArgentina9%9% Sim92%91%NoChileSimNoColombia8% SimNoMxico