Top Banner

of 25

Dois anos p£³s-desastre da barragem do Fund££o: ... Dois anos p£³s-desastre da barragem do Fund££o:

Jul 11, 2020

ReportDownload

Documents

others

  • Dois anos pós-desastre da barragem do Fundão:

    perfil epidemiológico e toxicológico da população

    de Barra Longa-MG, 2018

    Rodrigo Lins Frutuoso (adaptado de Luciana Nogueira de

    Almeida Guimarães

    [email protected]

    Coordenação Geral de Emergências em Saúde Pública - CGEMSP

    Brasília, 16 de agosto de 2019

    Secretaria de Vigilância em Saúde

  • 2015 2016 20182017

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão Fonte: http://93fm.radio.br/ministro-nao-concede-volta-de-atividades-da-samarco/

    Impacto1

    663 Km – rios e córregos atingidos (Gualaxo do Norte,

    Carmo e Doce)

    35 municípios – Minas Gerais

    4 municípios – Espírito Santo

    1.430 ha – vegetação comprometidos

    1.200 pessoas desabrigadas

    19 mortos – 14 trabalhadores da mineradora e 5 civis

    1,2 milhões de

    pessoas sem água

    1 – Minas Gerais. Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (2016)

    Antecedentes

  • Adaptado de: https://organicsnewsbrasil.com.br/meio-ambiente/barragem-mg/lama-que-agoniza-o-rio-doce-sera-tema-na-cop-21/

    663

    Fonte: http://93fm.radio.br/ministro-nao- concede-volta-de-atividades-da-samarco/

    Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/brasil/desastre-em- mariana-e-o-maior-acidente-mundial-com-barragens-em-100-

    anos,874a54e18a812fb7cab2d7532e9c4b72ndnwm3fp.html

    Fonte: http://felipevieira.com.br/site/mp-cobra-cumprimento-de- medidas-de-reparacao-a-atingidos-por-tragedia-de-mariana/

    Fonte:http://g1.globo.com/minas-gerais/desastre-ambiental-em- mariana/noticia/2016/02/justica-bloqueia-r-500-milhoes-da-samarco-

    vale-e-bhp-diz-mp.html Fonte: http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2015/11/lama-no-rio- doce-saiba-o-impacto-na-vida-na-economia-e-na-natureza.html

    Barra Longa

    Centro coberto pelos rejeitos

    Processo de limpeza

    Lama, caminhões e máquinas

    5.745 afetados

    140 desabrigados

    400 desalojados

    250 feridos

    55 enfermos

    Convivência com poeira dos rejeitos

    Antecedentes

  • 2015 2016 20182017

    11/07

    EpiSUS

    Perfil epidemiológico

    da população

    pós-rompimento1

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão

    1 – Adriana Lucena

    Antecedentes

  • 2015 2016 20182017

    11/07

    EpiSUS

    Perfil epidemiológico

    da população

    pós-rompimento1

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão

    2015

    Casos suspeitos de dengue

    2016

    ↑ suspeita/diagnósEco

    ↑ infecções de vias aéreas

    Transtornos psicossociais

    → Reaplicar o estudo realizado em longo prazo

    Podem estar relacionados

    ao desastre de 2015

    1 – Adriana Lucena

    Antecedentes

  • 2015 2016 20182017

    11/07

    EpiSUS

    Perfil epidemiológico

    da população

    pós-rompimento1

    28/03

    Estudo de análise de

    metais pesados2 -

    Instituto Saúde e

    Sustentabilidade – SP

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão

    1 – Adriana Lucena 2 – Evangelina Vormittag

    Antecedentes

  • 2015 2016 20182017

    11/07

    EpiSUS

    Perfil epidemiológico

    da população

    pós-rompimento

    28/03

    Estudo de análise de

    metais pesados2 -

    Instituto Saúde e

    Sustentabilidade – SP

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão

    15 indivíduos convidados

    11 participantes – amostras de sangue e cabelo

    Laboratório de Toxicologia e Essencialidade de Metais da

    Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto

    → Alumínio, Arsênio, Bário, Cádmio, Chumbo, Cobalto,

    Cobre, Ferro, Manganês, Níquel, Selênio, Urânio e Zinco

    10 - ↓zinco

    11 - ↑níquel

    3 - pequeno ↑ arsênio

    5 - arsênio no limite superior

    1 – Adriana Lucena 2 – Evangelina Vormittag

    Antecedentes

  • 2015 2016 20182017

    11/07

    EpiSUS

    Perfil epidemiológico

    da população

    pós-rompimento1

    22/05

    EpiSUS3+CGVAM4

    → SES/MG528/03

    Estudo de análise de

    metais pesados2 -

    Instituto Saúde e

    Sustentabilidade – SP

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão

    1 – Adriana Lucena 2 – Evangelina Vormittag

    3 – Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS

    4 – Coordenação Geral de Vigilância Ambiental 5 – Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais

    Antecedentes

  • 2015 2016 20182017

    11/07

    EpiSUS

    Perfil epidemiológico

    da população

    pós-rompimento1

    22/05

    EpiSUS3+CGVAM4

    → SES/MG5

    23/05

    EpiSUS+CGVAM+SES/MG

    →Barra Longa/MG

    28/03

    Estudo de análise de

    metais pesados2 -

    Instituto Saúde e

    Sustentabilidade – SP

    05/11

    Rompimento da

    barragem de

    Fundão

    1 – Adriana Lucena 2 – Evangelina Vormittag

    3 – Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS

    4 – Coordenação Geral de Vigilância Ambiental 5 – Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais

    Antecedentes

  • Estudo Descritivo

  • Descrever os atendimentos ambulatoriais por demanda espontânea da população

    de Barra Longa, no período de julho de 2016 a maio de 2018

    Objetivo

  • Desenho do estudo

    Estudo Descritivo

    Período do estudo

    01 de julho de 2016 a 09 de maio de 2018*

    Período da investigação

    22 de maio a 09 de julho de 2018

    *01/01/2014 a 31/06/2016 – dados do estudo realizado em 2016

    Métodos

  • Barra Longa-MG - Características

     Situada na região da Zona da Mata

     175km de distância da capital do Estado

     6.143 habitantes

     Integra a microrregião de Ponte Nova

     1 Policlínica e 1 UPA1

     100% de cobertura de ESF2

    Local do estudo

    1 – Unidade de pronto atendimento

    2 – Estratégia de saúde da família

    Métodos

  • População do estudo

    Indivíduos atendidos nas unidades de saúde do município de Barra Longa-MG

    Fonte e coleta de dados

    Fichas de atendimento individual – Policlínica e UPA

    Instrumento – variáveis, data de atendimento, diagnóstico médico e

    manifestações clínicas

    Critérios de exclusão

    Registros ilegíveis ou sem informação de data de atendimento

    Registros de procedimento

    Métodos

  • Resultados

  • Fluxo de registro dos atendimentos

    8.264 fichas

    digitadas

    7.727

    consultas

    537

    procedimentos Excluídas

    Resultados

  • Distribuição dos atendimentos segundo ano de ocorrência, Barra Longa-MG, 2014 a

    2018

    2583

    2983

    3355

    4142

    2175

    0

    500

    1000

    1500

    2000

    2500

    3000

    3500

    4000

    4500

    2014 2015 2016 2017 2018

    N ú

    m e

    ro d

    e a

    te n

    d im

    e n

    to s

    Anos

    15%

    12%12%

    23%

    12%

    Resultados referentes ao estudo de Adriana Lucena, 2016

    2018 – dados parciais, até 31 maio

    (N= 7.727)

    Resultados

  • Características demográficas segundo sexo e faixa etária, Barra Longa-MG, 2016 a

    2018

    Variáveis 2016 (N=1.403) 2017 (N=4.075) 2018 (N=2.068)

    n % n % n %

    Sexo

    Feminino 869 61,6 2661 64,2 1391 64,1

    Faixa etária (anos)

    0 – 9 238 17,0 601 14,8 96 4,6

    10 – 19 179 12,8 438 10,8 116 5,6

    20 – 29 158 11,3 331 8,1 171 8,3

    30 – 39 173 12,3 419 10,3 161 7,8

    40 – 49 192 13,7 557 13,7 284 13,7

    50 – 59 203 14,5 713 17,5 427 20,7

    ≥ 60 260 18,5 1.016 24,9 813 39,3

    Idade Mediana (intervalo interquartil)

    46 anos (23 a 61) 2018 – dados parciais, até 31 maio

    Resultados

  • Distribuição dos atendimentos segundo zona de residência, Barra Longa-MG, 2016 a

    2018

    Zona de residência 2016 (N=1.401) 2017 (N=4.121) 2018 (N= 2.131)

    n % n % n %

    Rural 850 60,5 2163 52,59 812 38,1

    Urbana 554 39,5 1958 47,5 1319 61,9

    Total (N=7.727) n %

    Rural 3.825 49,5

    Urbana 3.831 49,6

    Sem registro 71 0,9

    2018 – dados parciais, até 31 maio

    Resultados

  • Características dos atendimentos segundo motivo do atendimento, Barra Longa-MG,

    2014 a 2018

    *Resultados referentes ao estudo de Adriana Lucena, até 30/06/2016

    **Infecção de Vias Aéreas Superiores

    Diagnósticos 2014 (N=449)* 2015 (N=2.167)* 2016 (N=2.824)* 2017 (N=4.124) 2018 (N=2.175)

    n % n % n % n % n %

    IVAS** 92 18,4 331 15,3 600