Top Banner

Click here to load reader

DIETOTERAPIA II Aula 03- Transtornos Alimentares

Oct 30, 2014

ReportDownload

Documents

tycaetano

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

DIETOTERAPIA IIPLANO DE ENSINOPROGRAMAO

SEGUNDA-FEIRA 14:00 S 17:40 e 18:30 S 22:00

06/02 13/02 20/02 27/02 05/03 12/03 19/03 26/03 02/04 09/04 16/04 23/04 30/04 07/05 14/05 21/05 28/05 04/06 11/06 18/06 25/06

Aula 01 Aula 02 Feriado Aula 03 Aula 04 Aula 05 Aula 06 Aula 07 Aula 08 Aula 09Aula 10 Aula 11 Aula 12 Aula 13 Aula 14 Aula 15 Aula 16

Apresentao do programa. Reviso de Dietoterapia I. Dietoterapia nos distrbios do peso: magreza/desnutrio e obesidade. Carnaval Transtornos alimentares: anorexia nervosa/ bulimia nervosa. Dietoterapia no Diabetes melittus. Dietoterapia na Hipertenso Arterial Sistmica. Dietoterapia na Sndrome Metablica. Dietoterapia no tratamento de anemias, osteoporose e artrites. Dietoterapia nos erros inatos do metabolismo. Avaliao parcial. Entrega de prova e Dietoterapia nas alergias alimentares. Dietoterapia no pr e ps operatrio. Detoterapia no cncer. Dietoterapia na AIDS. Dietoterapia nas queimaduras. Dietoterapia no paciente crtico. Interao entre drogas e nutrientes. Estudo de caso, discusso de artigos e reviso para avaliao. Prova Escrita Oficial Entrega de notas e pendncias. Prova Substitutiva

1

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.

DefinioDoenas psiquitricas debilitantes, caracterizadas por distrbio persistente dos hbitos alimentares ou do controle de peso, resultando em prejuzo da sade fsica e do comportamento psicosocial.

Anorexia: estado de fome voluntrio.

Bulimia: estado de caos diettico, caracterizado por perodos de alimentao descontrolada, exagerada, seguida por perodos de restrio alimentar.2

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

ANOREXIA NERVOSA

Definio

Estado de fome voluntrio, promovendo emagrecimento.

EtiologiaComponentes genticos; Componentes ambientais; Componentes psicolgicos.

Prevalnica

Mulheres: 0,3 a 3,7%; Homens: 1/10 da prevalncia entre as mulheres.3

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

ANOREXIA NERVOSA

DiagnsticoRecusa em manter o peso normal ou minimamente abaixo do normal (85%) para a idade e estatura.

Manifesta-se normalmente durante a adolescncia ou no incio da vida adulta. Paciente tem uma imagem corporal distorcida de si prprio.

4

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

ANOREXIA NERVOSA

Sinais da anorexia Amenorria: Ausncia de, pelo menos, trs ciclos menstruais consecutivos.

A anorexia durante a pr puberdade pode causar atraso na maturao sexual e o atraso da menarca. Em adolescentes do sexo masculino, a anorexia pode causar deficincia de estrognio e testosterona, retardo no crescimento e no desenvolvimento corporal.5

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

ANOREXIA NERVOSAClassificao

Anorexia Restritiva: Causada pela restrio alimentar. Anorexia do tipo compulsiva purgativa: Episdios de compulso alimentar, seguidos por vmitos induzidos ou pelo uso de laxativos e/ou diurticos.

6

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

ANOREXIA NERVOSA

Caractersticas Psicolgicas:

Perfeccionismo; Compulsividade; Sentimento de ineficcia; Pensamento inflexvel; Inexpresso emocional; Vida social limitada; Depresso; Distrbios de ansiedade; Distrbios obsessivos compulsivos; Distrbios de personalidade; Abuso de medicamentos.

7

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

ANOREXIA NERVOSA

Conseqncias De 5 a 20% dos pacientes com anorexia falecem devido ao transtorno alimentar.Metade destes pacientes falecem devido s complicaes medicamentosas. Desnutrio, desidratao e alteraes eletrolticas podem precipitar o bito por induzirem falncia cardaca ou por causarem arritmias fatais.8

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

BULIMIA NERVOSA

DefinioDesordem caracterizada por episdios recorrentes de compulso alimentar, seguidos por um ou mais comportamentos compensatrios inadequados (vmitos induzidos, uso de diurticos e laxantes, prtica compulsiva de exerccios ou jejum), a fim de prevenir o ganho ponderal.

Etiologia

Origem familiar; Scio cultural; Alteraes cognitivas

Prevalnica Mulheres adultas jovens: 1 a 3%; Homens: 1/10 da prevalncia entre as mulheres.9

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

BULIMIA NERVOSA

Apesar da compulso alimentar e da purga, diferentemente dos pacientes com anorexia, os pacientes com bulimia encontram-se dentro da faixa de peso normal, estando alguns at com sobrepeso ou obesidade.

Paciente tem uma imagem corporal distorcida de si prprio.

Diagnstico O vmito a caracterstica predominante, entretanto a compulso alimentar o ponto central para o diagnstico. A compulso definida como a ingesto de grande quantidade de comida (1000 a 2000 Kcal), normalmente evitada, num perodo inferior a 2 horas.10

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

BULIMIA NERVOSA

O comportamento compensatrio ocorre para compensar os episdios de compulso alimentar e pode ser classificado em:

Purgativo: induo de vmitos, uso de laxativos, diurticos, enemas; e No purgativo: prtica excessiva de exerccios fsicos.

Caractersticas Psicolgicas:

Labilidade de humor; Frustrao; Ansiedade; Impulsividade ; Depresso; Distrbios de personalidade; Abuso de medicamentos Comportamento do tipo auto-flagelo.11

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.

12

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.

Tratamento Multidisciplinar: psiquiatra, psiclogo, mdico, nutricionista.

Dependendo da severidade da doena, requer internao hospitalar prolongada ou do tipo hospital diaou domiciliar;

13

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

CARACTERSTICAS CLNICAS E COMPLICAES MDICAS

Anorexia Nervosa:

Pacientes caquticos e com aparncia mais jovem do que a idade real; Lanugo; Cabelos finos, secos e sem brilho; Hipercarotenemia; Intolerncia ao frio; Cianose de extremidades. DPE: reduo da massa ventricular esquerda e disfuno sistlica, podendo causar complicaes cardiovasculares, como bradicardia, hipotenso e arritmias; Complicaes gastrointestinais:esvaziamento gstrico retardado, reduo da motilidade intestinal e constipao; Osteopenia (revertida apenas com ganho de peso e suplementao de clcio e Vitamina D)14

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

CARACTERSTICAS CLNICAS E COMPLICAES MDICAS

Anorexia Nervosa:

15

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

CARACTERSTICAS CLNICAS E COMPLICAES MDICAS

Bulimia Nervosa:

Sinais de Russell; Aumento da partida; Eroso do esmalte dentrio e aumento de cries; Desidratao, alcalose e hipocalemia pelos vmitos recorrentes; Dor de garganta, esofagite; Hematmese; Dor abdominal; Danos miocrdicos irreversveis pelo uso de Ipecac (vmitos); Desidratao, sangramento retal, atonia intestinal pelo uso de laxativos; Arritmias cardacas podem ocorrer pelo distrbio eletroltico causado por vmitos, uso de laxantes e diurticos. Irregularidades no ciclo menstrual.16

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.

Interveno psicosocial

Cooperao dos pacientes na sua reabilitao fsica e nutricional; Ajudar os pacientes a compreender as alteraes de comportamento e de atitude; Encontrar as psciopatologias e os conflitos psicolgicos que reforam ou mantm os distrbios alimentares Tratamento psicolgico por, no mnimo, 1 ano e, em muitos casos, por vrios anos; Terapia familiar x terapia individual; Pacientes bulmicos tm menos resistncia que os anorticos.

17

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.

Reabilitao e Aconselhamento Nutricional

Avaliao nutricional; Terapia nutricional; Aconselhamento nutricional; Educao nutricional.

Avaliao Nutricional

Histria diettica; Avaliao bioqumica; Avaliao metablica; Avaliao antropomtrica.

18

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.Avaliao Nutricional - Histria diettica

Avaliao da ingesto energtica, de macro e micronutrientes e do comportamento alimentar; Anorticos geralmente consomem menos de 1000Kcal/dia e geralmente superestimam a a sua ingesto energtica; A ingesto energtica dos bulmicos geralmente imprevisvel (compulso purga restrio):

Estudo com 17 bulmicos mostrou que aps a ingesto de 2131Kcal durante um ataque compulsivo, no vmito induzido, apenas 979Kcal foram eliminadas.

Pacientes anorticos consomem somente 15 a 20% do VET sob a forma de lipdios, quando comparados a pessoas saudveis (controle); Muitos anorticos adotam uma dieta vegetariana, comprometendo a ingesto protica; Recordatrios de 24 horas no so teis pela variao da alimentao no dia-a-dia;19

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREXIA NERVOSA/ BULIMIA NERVOSA.Avaliao Nutricional - Histria diettica

Para avaliar a ingesto energtica, o melhor mtodo estimar diariamente a ingesto energtica ao longo de 1 semana, determinando o nmero de dias sem ataques compulsivos e o valor calrico ingerido e o nmero de dias em que os ataques ocorrem; e deduzir 50% do VET deste dia; Consumo inadequado de vitaminas e minerais. Suplementar; Os anorticos tm maior chance de deficincia de AGE e de vitaminas lipossolveis; Ingesto hdrica: restritiva e/ou excessiva, podendo causar alteraes eletrolticas; Diviso em grupos: alimentos bons x alimentos maus.

20

CBL1083 Profa. Rosana Barcellos Duque

TRANSTORNOS ALIMENTARES: ANOREX