Top Banner

Click here to load reader

Apresentação obesidade

Jul 07, 2015

ReportDownload

Documents

  • 1. Escola EB 2 3 ciclos Roque Gameiro Cincias da Natureza 6 Ano

2. ndice 1. Definio de Obesidade 2. Prevalncia da Obesidade 3. Diagnstico de Obesidade 4. Causas da Obesidade 5. Consequncias da Obesidade 6. Tratamento da Obesidade 7. Preveno da Obesidade 3. O que a Obesidade? uma doena crnica em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar a sade. O excesso de gordura resulta de sucessivos balanos energticos positivos em que a quantidade de energia ingerida superior quantidade de energia gasta. um grande problema da Sade Pblica 4. Tipos de Obesidade Obesidade Abdominal Obesidade Ginide Mais tpica nos homens Surge quando a gordura se acumula na metade superior do corpo, sobretudo no abdmen. Mais tpica nas mulheres Surge quando a gordura se acumula principalmente na metade inferior do corpo (coxas). 5. Obesidade Gentica - A pessoa apresenta distrbios no seu metabolismo que so inerentes sua carga gentica herdada dos pais. Obesidade Nutricional - Deve-se ingesto de alimentos sem valor nutricional adequado. Estas pessoas comem alimentos ricos em gorduras e pobres em protenas e vitaminas. Outra classificao de Obesidade 6. Obesidade Comportamental Predominam os erros comportamentais como estilos de vida sedentrios, hbitos alimentares inadequados e falta de prtica de exerccio fsico. Obesidade Psicolgica Surge devido a problemas de depresso, ansiedade, conflitos emocionais, entre outros. As pessoas tentam resolver os seus problemas atravs da comida e o que acontece que acabam por criar outro problema, o da obesidade. 7. Prevalncia da Obesidade Est a aumentar em alguns pases desenvolvidos; Atinge homens e mulheres de todas as idades e etnias; Na idade adulta, 50% da populao tem excesso de peso sendo 15% obesa; Portugal est entre os pases europeus com maior nmero de crianas com excesso de peso; Mais de 30% das crianas entre os 7 e 9 anos tem excesso de peso ou so obesas; A nvel regional, o Alentejo onde se verifica mais esta doena; 50% da populao mundial ser obesa em 2025. 8. Diagnstico de Obesidade Calcula-se atravs do ndice de Massa Corporal (IMC) Para se obter este ndice: Divide-se o peso em quilogramas pela altura em metros elevada ao quadrado. Segundo a OMS: Existe excesso de peso IMC maior ou igual a 25. Existe obesidade IMC maior ou igual a 30. IMC Permite dizer se um indivduo adulto tem baixo peso, peso normal ou excesso de peso 9. Classificao da obesidade no adulto em funo do IMC IMC ( kg/m2) Grau de Risco Tipo de obesidade 24,9 Peso saudvel Ausente 29,9 Moderado Sobrepeso ( Pr-Obesidade ) 34,9 Alto Obesidade Grau I 39,9 Muito Alto Obesidade Grau II 40 ou mais Extremo Obesidade Grau III ("Mrbida") 10. Diagnstico de Obesidade Em crianas o valor do IMC tambm deve ser calculado: Valores de IMC iguais ou superiores ao percentil 85 e inferiores ao percentil 95 diagnstico de pr-obesidade infantil. Valores de IMC iguais ou superiores ao percentil 95 diagnstico de obesidade infantil. 11. Causas da Obesidade Multifactoriais; O desenvolvimento da obesidade possui mltiplas causas e o resultado de complexas interaces. Factores genticos; Factores psicolgicos; Factores comportamentais. Os Factores podem ser: 12. Factores genticos As crianas filhas de pais obesos tm uma probabilidade mais elevada de vir a ser obesas; Alguns estudos concluem que existe 50% de risco de obesidade quando um dos progenitores obeso e 80% de risco de obesidade quando os dois progenitores so obesos. Factores psicolgicos Alguns estudos afirmam que cerca de 10% das pessoas so obesas devido a problemas psicolgicos; Existem pessoas que tm dificuldade em lidar com alguns acontecimentos na sua vida pelo que recorrem comida para sentirem algum conforto e alvio emocional. 13. Factores comportamentais Exercem uma maior influncia no desenvolvimento da obesidade como, por exemplo: Maus hbitos alimentares; Estilos de vida muito sedentrios; Falta de prtica de exerccio fsico. 14. Factores comportamentais Maus hbitos alimentares: Surgem logo desde a infncia; A maioria das pessoas faz poucas refeies ao dia e em cada refeio que faz come grandes quantidades de comida; Estes hbitos so caracterizados por um elevado consumo de calorias, nomeadamente, acares e gorduras. 15. Factores comportamentais Maus hbitos alimentares: As crianas bem como as pessoas adultas incluem na maioria das suas refeies doces, bolos e refrigerantes, comida fast-food e comida frita. Todos estes alimentos so pobres em vitaminas e protenas que so nutrientes bastante importantes para a sade e para o bem-estar da pessoa. 16. Factores comportamentais Maus hbitos alimentares: Os alimentos ricos em vitaminas e protenas como frutas, legumes e hortalias so alimentos que no so includos nas refeies da maioria das pessoas. A falta destes nutrientes prejudica o crescimento e o desenvolvimento das pessoas. Esta situao pode dever-se ao facto de que a comida rica em gorduras e acares ser mais saborosa do que a restante comida. 17. Factores comportamentais Sedentarismo e reduzida prtica de exerccio fsico: Muitas actividades em que as crianas se envolvem para alm da escola concentram-se em torno da televiso e do computador. Muitas famlias, pela falta de tempo, acabam por deixar as suas crianas em frente televiso ou ao computador durante muitas horas seguidas em vez de as levar a passear ou em vez de as envolver em actividades mais activas. Como consequncia desta situao, as crianas tm um interesse cada vez menor em realizar exerccio fsico. 18. Consequncias da obesidade As pessoas obesas correm um risco maior de ficar doentes ou at mesmo de morrerem; O risco aumenta proporcionalmente medida que cresce a sua obesidade. A obesidade um problema que afecta diariamente a sade das pessoas 19. Consequncias da obesidade As pessoas obesas tm tendncia a desenvolver: Diabetes; Hipertenso Varizes; Doenas cardiovasculares Osteoartrites Problemas de mobilidade; Problemas a nvel da coluna; Problemas respiratrios e digestivos; Aumento dos nveis de dor; Aumento do risco de aparecimento de cancro nas mulheres e nos homens. 20. Consequncias da obesidade A nvel psicolgico: Alterao da imagem corporal provocada pelo aumento de peso. Poder provocar uma diminuio da auto-estima da pessoa. Podem surgir sintomas depressivos que levam a uma diminuio da sensao de bem- estar. A nvel social: Alterao do aspecto fsico provoca nas crianas e nos adultos problemas a nvel social nomeadamente de interaco com as outras pessoas. As pessoas obesas deixam de ter vontade de sair rua, de passear, de se envolver em actividades e de se relacionar com os outros, isolando-se no seu prprio mundo. 21. tratamento da obesidade Objectivo geral Conseguir uma reduo do peso corporal suficiente para que este deixe de representar um risco para a sade O tratamento da obesidade passa fundamentalmente por alteraes dos hbitos alimentares e pela prtica de exerccio fsico; Estas so as medidas mais importantes em qualquer programa de perda de peso e devem ser as primeiras a serem adoptadas; A mudana nos hbitos alimentares e a implementao de prtica de exerccio fsico deve ser feita de modo gradual; 22. tratamento da obesidade Tanto as crianas como os adultos devem ser ensinados a fazerem refeies equilibradas e variadas; A alimentao rica em gorduras e acares deve ser uma excepo e no uma regra; As refeies devem ser ricas em alimentos proteicos e vitamnicos como hortalias, frutas e legumes. 23. tratamento da obesidade Assim, os hbitos alimentares correctos para se ter uma vida saudvel so por exemplo: Fazer uma alimentao variada; Tomar sempre o pequeno-almoo no qual se deve incluir leite, po e fruta; No passar mais de trs horas sem comer; Aumentar o consumo de leite, produtos hortcolas e frutos; 24. tratamento da obesidade Evitar os fritos e preferir mtodos de culinria mais saudveis como estufados, grelhados e cozidos; No comer em excesso em cada refeio; No consumir sal nem acar em excesso; Evitar consumir molhos (maionese, ketchup, mostarda, entre outros); Consumir de preferncia peixe e carnes brancas; Beber gua em abundncia; No abusar das gorduras nem consumir bebidas alcolicas. 25. tratamento da obesidade A prtica de exerccio fsico ajuda a reduzir o peso em excesso e deve ser implementada diariamente. So exemplos de exerccio fsico: Caminhadas; Passeios; Alongamentos; Envolvimento em actividades desportivas; Desempenho de actividades domsticas. A prtica de exerccio fsico no deve ser feita de forma exaustiva 26. tratamento da obesidade As intervenes cirrgicas (como a banda gstrica e o baypass gstrico) so um tratamento que deve ser reservado para casos graves ou para situaes em que esto presentes complicaes que colocam em risco a vida da pessoa; A cirurgia aplica-se para reduzir o tamanho do estmago, de maneira a diminuir a quantidade de alimento que pode ser ingerido de cada vez; Este procedimento cirrgico pode levar a perdas de peso muito considerveis, que atingem habitualmente metade do excesso de peso, em geral de 36 kg a 68 kg. 27. preveno da obesidade Assenta em trs aspectos fundamentais: alimentao, actividade fsica e modificao de comportamentos; As pessoas tm que incluir hbitos alimentares correctos na sua vida (alimentao variada e equilibrada, rica em protenas e vitaminas); As pessoas devem evitar estilos de vida sedentrios e devem evitar os jogos de computador e a televiso; As pessoas devem habituar-se a realizar diariamente exerccio fsico. Estes factores so o caminho para evitar o aparecimento de excesso de peso e consequente aparecimento de obesidade. 28. preveno da obesidade Em relao s crianas e adolescentes fundamental a participao da famlia e da escola para sensibilizar as crianas para a importncia de uma boa alimentao e de estilos de vida mais saudveis; Devem ser modificados os buffets das cantinas, os refrigerantes devem ser substitudos por sumos de fruta nat

Welcome message from author
This document is posted to help you gain knowledge. Please leave a comment to let me know what you think about it! Share it to your friends and learn new things together.